domingo, 28 de fevereiro de 2010

A seco?


Tinha uma coisa que me intrigava há muitos anos. Era a tal da lavagem a seco. Eu pensava: "Alguém pode me explicar uma coisa dessas? Se já é difícil sujar alguma coisa a seco, quanto mais lavar!" Ficava pensando no que eu faria se alguém me entregasse uma camisa imunda e dissesse: "Quero essa camisa limpinha, e nada de água nela ein!!!" Imaginava cenários de lavagem a seco nas lavanderias. O que será que eles faziam? Sacodiam a roupa? Sopravam? Davam uns tapinhas? Nem espirrar perfume eles podiam, porque aí já estariam mexendo com líquido.
Resolvi me livrar da ignorância e pesquisei. Foi então que desvendei o mistério: a lavagem a seco não é de fato a "seco". É que em vez de água, as roupas são imersas em um solvente, geralmente percloroetileno (perc). Aaaaaah. Agora eu posso dormir em paz. E ainda, economizar algum dinheiro, já que no site onde sanei minhas dúvidas eles também ensinam como fazer lavagem a seco em casa. Quem quiser conferir, pode clicar aqui.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Pensamentos gastronômicos

Meu dia hoje será dedicado à gastronomia. Para não sair do clima, deixo um texto divertidíssimo com reflexões sobre o cardápio. Puro deleite!


Decifra-me ou não me devoras
Por Ricardo Freire para Revista Época - ano de 2005


Um bom cardápio contém tudo o que você espera de uma boa leitura. Romance. Mistério. Reviravoltas abruptas de enredo. Passagens picantes. Finais adocicados. Você começa a ler e quando se dá conta já está na última página.
Sabe uma coisa que eu detesto? Eu detesto quando chega o maître e começa a recitar as recomendações do dia. Não é educado puxar conversa com uma pessoa que está absorta num texto interessante. Naquele momento eu e o cardápio estamos nos conhecendo. Deixe-nos a sós por alguns instantes, por favor.
Trata-se de um jogo de sedução. Você abre um cardápio e ele começa a dizer coisas bonitas para te conquistar. Alguns já começam com cantadas clássicas e infalíveis. Quando um cardápio segura na sua mão e diz “Bruschetta!”, não há como resistir.
Nesse momento, eu só usaria o maître como dicionário. Por favor: o que que dizer “salteado”? Ah – é o que antigamente se dizia “sauté”? Que interessante! Agora com licença, que eu preciso continuar a ler o cardápio.
Eu tampouco pediria detalhes muito técnicos. Não quero saber se o pobre do peito do frango foi marinado numa infusão de ervas, para só então ser desossado e levado ao forno antes que o desfiassem. Eu estou ali para comer, não para aprender a receita. Se a Juliana Paes contasse tudo o que faz para ficar daquele jeito, você também perderia o apetite.
Na dúvida entre dois pratos, o melhor é consultar quem está com você na mesa. Diga o nome dos pratos de maneira bem blasé. Em seguida, desconsidere a resposta. Peça o prato que você perceba que causará mais inveja a quem você perguntou.
Sim. Você nunca pede um prato no restaurante apenas para se dar prazer. Você escolhe um prato, na verdade, para causar ciúme. Você quer mostrar à pessoa amada que a qualquer momento ela pode ser trocada por um suflê. Você quer provar para seus amigos e colegas de trabalho que pode sair com coisas bem mais gostosas do que eles.
É por isso que os cardápios são escritos com técnicas que parecem tiradas de anúncios classificados pessoais. Filé alto, corado e apimentado procura pessoas interessadas num relacionamento quente, envolvendo um pouco de sangue e muito gratin dauphinois. Uau!
Algumas palavras em francês são fundamentais. Francês é o idioma ancestral dos cardápios – e é justamente o que proporciona uma certa conotação erótica aos pratos. “Gratin dauphinois”, por exemplo, não significa só batatas fatiadas e gratinadas – significa também espelho no teto. “Sauté”, por sua vez, significa cama redonda. (Já “salteado” significa apenas passado na manteiga.)
Assim como acontece com os livros, alguns cardápios começam muito bem, mas não conseguem manter o nível depois. Nesse caso, é melhor se contentar com os personagens do capítulo das entradas, e se desinteressar pelo epílogo.
O interessante da leitura de cardápios é que você pode ir direto para o desfecho, sem estragar seu prazer pela história. Quanta gente não espia primeiro a sobremesa e passa o jantar inteiro suspirando por antecipação?
Ler cardápios só não é um prazer quando o cardápio é… mal escrito. Eu perco a fome quando um cardápio chama legumes de “vegetais”. Não consigo comer lasanhas com “z”. E, acima de tudo, passo ao largo de qualquer sobremesa em que o coco venha acentuado!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

10 grandes inícios



Sabe aquela conhecida frase que diz que não há nada de novo sob o sol? Pois é, queridas. Pode não haver nada de novo, mas há muitas coisas antigas que não conhecemos. Livros, por exemplo. Adoro entrar em livrarias e conferir os lançamentos. Mas é bom lembrar também que algumas obras (bem antiguinhas) não se tornaram clássicos por acaso.

Para inspirá-las a um fim de semana cheio de leituras, 10 interessantes e intrigantes inícios de grandes romances!

1. "O passado é uma terra estrangeira: lá se tem outros costumes." - Prólogo, O mensageiro, L.P Hartley.

2. "É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro, possuidor de boa fortuna, deve estar necessitado de esposa." - Orgulho e preconceito, Jane Austen.

3. "Todas as famílias felizes se parecem, cada família infeliz é infeliz à sua maneira." - Anna Karenina, Leon Tolstói.

4. "Se querem mesmo ouvir o que aconteceu, a primeira coisa que vão querer saber é onde eu nasci, como passei a porcaria da minha infância, o que meus pais faziam antes que eu nascesse, e toda essa lengalenda tipo David Coperfield, mas, para dizer a verdade, não estou com vontade de falar sobre isso." - O apanhador no campo de centeio, J.D. Salinger.

5. "No fundo do mato-virgem nasceu Macunaíma, herói de nossa gente." - Macunaíma, Mário de Andrade.

6. "Ela estava tão profundamente entranhada em minha consciência que, no primeiro ano na escola, eu tinha a impressão de que todas as professoras eram minha mãe disfarçada." - O complexo de Portnoy, Philip Roth.

7. "Ao verme que primeiro roer as frias carnes do meu cadáver, dedico, com saudosas lembranças, esta memórias póstumas." - Memórias póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis.

8."Era um verão estranho e opressivo, aquele em que eletrocutaram os Rosenberg, e eu não sabia o que estava fazendo em Nova York." - A redoma de vidro, Sylvia Plath.

9."Alguém devia ter contado mentiras a respeito de Joseph K., pois, não tendo feito nada de condenável, uma bela manhã foi preso." - O processo, Franz Kafka.

10."No século XVIII viveu na França um homem que pertenceu à galeria das mais geniais e detestáveis figuras daquele século nada pobre em figuras geniais e detestáveis." - O perfume, Patrick Süskind.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A house is not a home


Casa é bem diferente de lar. A casa tem paredes - o lar abraça. A casa tem teto e fechaduras - o lar protege. A casa tem portas - o lar acolhe. A casa delimita um espaço no universo - o lar é um local sagrado. A casa tem água e luz - o lar é aconchego. A casa é um lugar - o lar, um estado de espírito.
Casa tem fio, disjuntor, fusível e tomada. Lar tem meia luz, música de fundo e tv para reunir. Casa tem tijolo, argamassa, tinta, prego, parafuso e bucha. Lar tem quadros significativos, enfeites e fotos da família. Casa tem butijão de gás. Lar tem comidinha caseira saindo na hora, bolo assando no forno e pudim na geladeira. Casa tem chão e piso. Lar tem tapetes e uma sensação de pisar em lugar seguro. Casa tem móveis, coisas, prateleiras e dispensas. Lar tem pessoas, risadas na cozinha, barulho de secador no banheiro, conversas tarde da noite na varanda.
Meninas, somos nós mulheres que cuidamos de transformar nossas casas em lares. Somos nós que compramos a plantinha, que revelamos a foto para o porta-retratos, que pensamos nas almofadinhas, que trocamos a água das flores, que fazemos compra de mercado pensando no que cada um gostaria de encontrar na geladeira, que enrolamos o brigadeiro para o filho levar no lanche comunitário, que acendemos as velas para aquele jantarzinho especial, e que afofamos os travesseiros pra ficar mais confortável. Que dom especial, o de dar vida a um lugar.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Coesão e coerência

Que as nossas redações precisam desesperadamente desses dois elementos todo mundo aprendeu no colégio. Mas não é sobre escrita que eu vou falar. O assunto de hoje é moda. Moda? Bom, sim. Com um pouquinho de gramática, que ninguém é de ferro.

Sou formada em Letras, e por isso vira e mexe eu relaciono conceitos da gramática e da linguística com outras áreas da vida. Coesão e coerência, por exemplo, tem tudo a ver com o bem vestir.

Lembrando do que a tia Maricota ensinou no colégio, coesão se trata da ligação, da relação, da conexão entre as palavras de um texto, através de elementos formais, que assinalam o vínculo entre os seus componentes. Coerência, por sua vez, trata da relação que se estabelece entre as diversas partes do texto, criando uma unidade de sentido. Perceberam as palavrinhas em vermelho? Ein, ein, ein?

Acho que toda mulher, quando se veste, leva em consideração se a calça vai combinar com a blusa. Mas e o que dizer sobre a blusa e o contexto? O brinco e o clima? O perfume e a estação do ano? O cinto e o estado de espírito? O colar e o que você está esperando que aconteça no fim da noite? Alguém se lembra de combinar esses itens?

Estar bem vestida, muito mais do que vestir itens que combinem entre si, é estar de acordo com todo o resto. Estar de acordo com o clima, é algo que parece óbvio, mas eu já cansei de ver gente com blusa de veludo preta em dia de sol quente. E aí (me digam se não é verdade), quando a gente olha uma pessoa dessa fica com uma impressão tão ruim (de que a pessoa deve estar morrendo de calor, por exemplo) que pode ser a blusa de veludo preta mais linda do mundo, mas a pessoa não vai estar bonita nela. Perfume muito forte não combina com sol quente nem com verão. Briquinho delicado e singelo nem aparece naquele dia de sol exuberante. Usar roupa decotada num dia em que você está mais instrospectiva só vai confundir as pessoas. Muito brilho de manhã, parece que você está voltando do baile. Etc etc etc.

Antes de pensar na roupa que vão usar, tentem pensar no contexto que a usarão. E lembrem-se da coesão e da coerência. Faz toda a diferença...









terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Escrever é terapêutico

Sempre gostei de escrever. Desde que aprendi essa maravilhosa forma de expressão, venho me valendo dela para tudo: faço listas, agenda, planos (por escrito) lembretes, escrevo cartas, contos, poemas, livros, e-mails, post-its, cartões, sms, blog(!) - não importa o formato, dê-me um tempo e te devolvo um texto.


Por isso é que gostaria de compartilhar com vocês as maravilhas de se escrever diário. Coisa de adolescente? Nem um pouco. Já foi provado que escrever diário é terapêutico.
Faço diários desde os 7 anos de idade. Vinte anos depois, continuo escrevendo feliz da vida. E recomendo a todo mundo fazer o mesmo.

Diário - modo Donatela de fazer

  1. Compre um caderno ou abra um arquivo no computador;
  2. Espere por um momento tranquilo em que esteja sozinha
  3. Caneta na mão (ou mão no teclado) escreva o que estiver sentindo, ou como foi seu dia ou no que está pensando.
  4. Está difícil fazer a escrita fluir? Comece respondendo às perguntas: quem sou eu? Em que ponto estou na minha vida? O que tem me deixado feliz? O que tem me deixado triste? O que eu gostaria de mudar? O que eu gostaria de manter?


Quando você escreve, além de pôr pra fora muita coisa que precisava "sair" de você, ainda organiza os pensamentos e reflete sobre aquelas coisas que muitas vezes ficam "flutuando" na mente. É uma forma maravilhosa de entrar em contato consigo mesma, com suas coisas, seus pensamentos, desejos, medos, alegrias, esperanças, frustrações, sonhos... E isso de uma forma totalmente natural e espontânea. Afinal, diário é coisa secreta. Naquele momento, portanto, você pode dar um chega pra lá no politicamente correto, mandar pra longe as preocupações com o que vão pensar e o que é o certo a dizer etc, e pode ser absolutamente-totalmente-100% você mesma. Não parece maravilhoso?! E é. Não é à toa que Bridget Jones se divertia tanto com seus diários. Exprimentem!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Seja sexy!

Querida, se você é adulta, está num relacionamento saudável, sério e estável, não se esqueça da palavra "sexy". Para começar bem a semana, algumas idéias interessantes tiradas do livro 1001 maneiras de ser romântico (Gregory J. P. Godek, Ediouro, 270pgs) para vocês. Porque nem só de pão vive o homem. Risos.



  • Mande um convite para ele: "necessário público para uma apresentação íntima do show da lingerie".

  • Compre duas velas dessas grossas, decorativas. Uma para você e uma para ele. Quando estiver afim, acenda a sua. Se ele acender a dele...

  • Deixe uma trilha com suas roupas da porta de entrada até o quarto.

  • Quando ele viajar a serviço, acorde-o de modo sexy às 6 da manhã.

  • Mande para ele uma carta de amor perfumada.

  • Espere por ele na banheira quando ele voltar do trabalho.

  • Finja que faltou luz em casa. Apague as velas. Depois pense em alguma coisa para fazer...

  • Esconda bilhetes sugestivos pela casa.

  • Prepare o quarto de maneira romântica: não para luzes muito fortes, nem tv ou equipamentos para exercícios. Sim para flores na penteadeira, velas, música suave e óleo para massagem.

  • Receba-o na porta usando uma lingerie sexy. Ou uma roupa de chefe de torcida. Ou uma fantasia. Ou...!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Sorvete de sonho de valsa


Sorvete é a sobremesa perfeita para dias quentes. Que tal experimentar um sorvete que é delicioso e super fácil de fazer? A receita a seguir é campeã!
Ingredientes:
3 ovos inteiros
1 lata de leite condensado
1/3 de gordura vegetal
2 copos de leite fervendo
10 bombons sonho de valsa

Preparo:
Coloque os ovos, o leite condensado e a gordura vegetal (em pedaços) no liquidificar e bata bem. Ferva os dois copos de leite e acrescente à mistura. Bata mais um pouco. Coloque em uma vasilha e deixe congelar de um dia para o outro. Quando estiver congelado, retire, deixe descongelar um pouco, acrescente o sonho de valsa picado e bata mais um pouco para misturar. Cuidado para não bater demais e o sorvete perder a cremosidade.
Hummmmm

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Momento cultural



Oscar Wilde (1854-1900) foi um escritor irlandês responsável pelo brilhante romance "O retrato de Dorian Gray" assim como por inúmeras citações famosas. Irreverente, às vezes sarcástico e outras vezes brutalmente honesto, ele conseguiu colocar em palavras coisas que muitos não ousaram nem pensar.
Para quem não conhece, algumas de suas frases:


  • "Assassinato é sempre um erro. Jamais se deve fazer algo sobre o qual não se possa comentar após o jantar."
  • "Não reconheço você... Eu mudei muito."
  • "Sempre perdoe seus inimigos... Nada os irrita tanto."
  • "Qualquer um pode simpatizer com o sofrimento de um amigo, mas simpatizar com o sucesso de um amigo requer um caráter admirável."
  • "Uma pessoa apaixonada sempre começa enganando a si própria e termina enganando a outra. A isso o mundo chama romance."
  • "Para recuperar minha juventude eu faria qualquer coisa no mundo, exeto exercícios, acordar cedo, ou ser responsável."
  • "Sou capaz de resistir a tudo, menos às tentações."
  • "Experiência é o nome que atribuímos aos nossos erros."
  • "O que é um cínico? É um homem que conhece o preço de tudo mas não conhece o valor de nada."
  • "Há luxúria na autocensura. Quando culpamos a nós mesmos sentimos que ninguém mais tem o direito de nos culpar."
  • "Só os chatos são brilhantes durante o desjejum."
  • "Um cigarro é o exemplo do prazer perfeito. É bonito e nos deixa insatisfeitos. O que mais se pode querer?"
  • "Todos estamos na sarjeta, mas alguns de nós estão olhando para as estrelas."
  • "Neste mundo existem apenas duas tragédias. Uma é não se conseguir o que se deseja; a outra é conseguir."
  • "Educação é uma coisa admirável, mas ocasionalmente vale a pena lembrar que não se pode ensinar nada que valha a pena saber."

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Por que você não...?


  • ... monta um quebra-cabeça de 1000 peças?
  • ... faz uma aula experimental de remo?
  • ... deixa um cartão romântico para ele na caixinha de correio?
  • ... muda a cor de uma parede da sua casa?
  • ... contrata um fotógrafo profissional para fotografar você e sua família?
  • ... desencosta de vez sua bicicleta?
  • ... escreve uma poesia?
  • ... descobre um caminho completamente diferente para ir de casa para o trabalho?
  • ... faz reservas naquele restaurante que sempre quis ir?
  • ... compra uma Playboy pra ele e ganha o título de esposa do ano?

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O que não pode faltar na geladeira?

Energia elétrica, senão ela não funciona - daaa.

Brincadeirinhas à parte, tem alguns itens que eu gosto de ter sempre na geladeira. Porque tendo em casa o básico (arroz, arroz arbóreo, macarrão, batata etc) e mais os itens da listinha a seguir, dá pra fazer sempre mil coisas e você nunca fica na mão. Anote aí:

  • queijo parmesão
  • vinho branco para cozinhar (desses baratinhos)
  • ovos
  • bacon ou presunto
  • salsinha, cebolinha e coentro
  • creme de leite
  • cebola e alho
  • Prontinho! Não são tantas coisas assim mas as combinações são muitas! Você junta o queijo, os ovos, o bacon, a cebola e o creme de leite e faz espaguete à cabonara. Você junta a cebola, o presunto, o creme de leite, o alho e faz uma torta de penne. Você usa o caldinho que a carne solta na frigideira e junta o vinho branco e um pouquinho de creme de leite e faz o molho da carne. Você junta o arroz arbóreo com a cebola, o vinho branco, o parmesão, um pouco de mostarda e a cebolinha e faz um risoto delicioso. Você junta os ovos, o bacon, a salsinha e a cebola e faz um omelete incrível. Você junta a cebola, o alho, a salsinha, cebolinha e coentro com o vinho branco e acrescenta no molho de tomate básico e faz um super molho vermelho - com parmesão ralado por cima. Você faz ovo quente com torradas no café da manhã, ovos mexidos com bacon para um brunch, macarrão ao alho e óleo se quiser ser rápida, batatas gratinadas com o creme de leite, bacon e parmesão pra servir com qualquer pedaço de frango ou carne que tiver na geladeira e por aí vai... Basta só um pouco de criatividade!

    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

    As feias que me perdoem...

    "As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental." Vinicius de Moraes falou e provavelmente todo homem neste mundo concorda. Então, meninas, nada de preguiça! Mãos à obra para ficar sempre linda! Afinal, uma das bençãos de ser mulher é que ficar bonita é só uma questão de querer. Os homens, coitados, não tem tantos recursos assim. Sorte deles é que nós os amamos acima de tudo pela personalidade! Risos.





    Sessão de beleza caseira - para ficar linda sem ficar pobre! Rs
    • Um banho de creme faz milagres por nosso cabelo. É só comprar em qualquer dessas casas da beleza um pote de creme para banho de creme apropriado para seu tipo de cabelo. Em casa, lave o cabelo apenas com shampoo, aí passe o creme no cabelo todo e deixe descansar com uma dessas toucas de alumínio. (não uso mais touca térmica, depois que ouvi de vários cabelereiros que o calor resseca o cabelo). E pronto. Enxágue, seque, e receba os elogios.

    • Toda mulher deve saber fazer uma boa escova no cabelo. Para isso, basta um secador bom (para não demorar uma eternidade) e duas escovas. Uma com diâmetro maior (para secar o comprimento dos fios) e outra com diâmetro menor (para dar movimento e volume). Aplique um produto defrizante para ajudar no resultado, divida o cabelo em mechas e mande ver. Mas atenção: mesmo usando o difusor, nunca encoste o secador no cabelo, porque resseca e no pior dos casos, queima o cabelo.

    • A pele agradece se você fizer esfoliações regulares. Você pode usar um esfoliante comprado pronto ou fazer um caseiro, misturando açúcar e óleo de amêndoas. Faça movimentos circulares na pele, enxágue, hidrate e aproveite a sensação delícia de uma pele de bumbum de bebê!

    • E com 1 colher (sopa) de aveia, 1 colher (sopa) de fubá e 1 xícara de leite, você faz uma ótima máscara facial, que hidrata e revigora a pele.

    • Outra coisa que é fácil de se fazer em casa é a manicure e a pedicure. Tire qualquer resquício de esmalte das unhas. Encha uma bacia com água morna e deixe os pés de molho. Passe algum produto para amolecer a cutícula das mãos enquanto isso. Seque os pés, esfolie, passe um hidratante, corte as unhas, lixe e passe uma base. Escolha a cor de sua preferência e passe com cuidado, geralmente duas camadas. A mesma coisa para as mãos, tomando o cuidado de empurrar as cutículas antes de lixar. No final, um óleo ou spray secante ajuda você a não ter que ficar meia hora sem fazer nada.

    • Uma coisa simples que faz a diferença é descolorir os pelinhos do braço. Se você é morena e tem os pelinhos aparentes, saiba que eles ficam lindos descoloridos. Basta comprar um desses kits descolorantes e seguir as inntruções. Em 10 minutos você já está com braços mais legais. E pode usar também nos pelinhos da barriga, se quiser. Só não esqueça de fazer antes o teste de alergia e de tirar as tolhas boas da reta quando estiver descolorindo, porque se manchar, não sai mais.

    • Como já dizia minha tia, com mulher de bigode nem o diabo pode. Então, trate de tirar o buço regularmente, para ficar com uma aparência mais feminina. Isso você faz comprando as tiras de cera fria especiais para buço, aquecendo-as entre as mãos por alguns minutos, pressionando-as no rosto e puxando de uma vez só, sem dó nem piedade. Tem que puxar rápido senão não funciona. Mas nem precisa ter medo, já que nem dói tanto assim.

    • E pronto! Agora vista uma roupa que valorize seu tipo físico, passe uma maquiagem discreta e confira no espelho o resultado: você, só que muito melhor!

    terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

    Acontece...

    O maior mistério de Lost





    Estamos todos na maior expectativa para que a 6a e última temporada de Lost desvende os mistérios que vem dando nós na cabeça dos expectadores desde o primeiro episódio. Mas para mim, o maior mistério de todos da série é o do figurino. Por que as pessoas na ilha só usam roupas lisas em tons caqui, marrom ou desbotado? Alguém já reparou nisso? Será que todas as roupas que eles conseguiram pegar das malas que cairam do avião eram lisas e com cara de estou-perdido-numa-ilha-deserta? Ninguém estava usando nada estampado? Nenhuma blusa de bolinhas?





    -------------------------------------------------------------------------------------------------





    Boa tv




    Desde que descobri o The Mom Show (Fox Life, 2a a 6a, 12h) meus almoços nunca mais foram os mesmos. Apresentado por Laurie Hibberd e Catherine Marion, é um programa que fala de filhos sim, mas que quem não os tem (como eu) também curte, já que aborda também temas como casamento, casa, moda, decoração, comportamento e por aí vai. Adoro!






    Outro que sempre assisto é o Saia Justa (gnt, 4as, 22h30). Monica Waldvogel, Betty Lago, Márcia Tiburi, Maitê Proença discutem todo tipo de tema de um jeito sério e ao mesmo tempo descontraído. Tem horas que elas são tão espontâneas que a gente quase se sente a quinta pessoa na conversa. Delícia!
    -------------------------------------------------------------------------------------------------
    Para terminar, um conselho de Millor Fernandes: "Quando, ao apertar a barriga na altura do fígado, você sentir dor, deixe imediatamente de apertar".
    Ótima terça-feira!!

    segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

    Eu AMO passar roupa!



    Pode parecer estranho mas eu realmente adoro passar roupa! Como venho reparando que essa é uma atividade que pouquíssima gente gosta, resolvi dividir com vocês o meu pequeno ritual de passadeira, e talvez nele fiquem claras as razões pelas quais eu realmente fico feliz da vida quando tenho aquela pilha enorme de roupas pra passar - ah, delícia!


    Pode ser que um dos fatos que me leve a adorar encarnar a passadeira tenha a ver com minha personalidade super caseira - tendo a adorar fazer coisas em casa! Coisas que eu possa fazer com roupas confortáveis mas lindas, tipo aquela calça jeans que veste maravilhosamente bem com aquele suéter larguinho fazendo o look "nem me esforcei e estou maravilhosa". Só de já estar bonitinha dentro de casa já me sinto muito bem!


    Então, depois de estar toda lindinha (e, acreditem, acho que estar linda nessa hora faz toda a diferença), a primeira coisa que faço é levar a tábua de passar para a sala ou para o quarto. Afinal, sou a dona da casa, e até parece que eu ficaria isolada nos longínquos rincões da área de serviço.


    Depois, ligo a televisão. Escolho algum programa super legal que estiver passando ou coloco algum filme ótimo ou um seriado que eu adore. Às vezes eu planejo passar as roupas justamente qunado vai passar alguma coisa que quero ver muito. Ou então ligo para alguém com quem quero muito falar e sei que vou demorar um tempão (no plano infinity, claro) e converso com o fone de ouvido do celular (assim fico com os braços livres).


    E então, começo - toda linda, leve e solta, a passar minhas roupinhas e as do meu marido. E me vejo bonita, relaxada, dentro de casa, fazendo algo que é prazer puro (assistir boa tv ou colocar a conversa em dia com alguma amiga) sem nem um pingo de culpa, pois afinal, estou fazendo serviço de casa. No final, enrolo as meias em bolinhas (para que os pares não se confundam), dobro as cuecas, calcinhas, pijamas etc e deixo tudo em cima do sofá para um último olhar de admiração antes de guardar tudo nos armários. E assim me sinto útil, bonita e relaxada - e meu marido fica feliz, feliz!

    domingo, 14 de fevereiro de 2010

    Sessão pipoca!

    Quer coisa mais gostosa do que fechar as cortinas, ligar um ótimo filme e se deliciar com pipoca quentinha?


    Aqui vão dicas de alguns filmes que eu assisti e adorei! Não são lançamentos, logo, dá pra alugar e pagar mais barato!

    Procura-se um amor que goste de cachorros, é uma comédia romântica com Diane Lane e John Cusck, sobre uma mulher separada que resolve tentar a sorte amorosa com um anúncio na internet. E também sobre um cara que temm algumas teorias inusitadas sobre a vida e sobre encontros e que fica vendo "Dr. Jivago" na televisão suspirando. E ainda sobre um bonitão que entra na vida dela (e por consequência, na dele) e sobre tudo o que sucede disso. Delicioso!






    Revelação, com Michelle Pfeiffer e Harrison Ford, é um suspense daqueles que deixam a gente tensa do começo ao fim. Adoro esse filme porque adoro a Michelle Pfeiffer e também porque me apaixonei pela casa onde a história se passa. E ainda porque é aquele tipo de filme que a gente assiste, fica morta de medo na hora que está vendo mas depois consegue andar no escuro e dormir numa boa!





    Minha mãe quer que eu case, com Diane Keaton e Mandy Moore (além da Lauren Grahn, que faz uma participação muito simpática), fala sobre a relação de mães com filhas, e também sobre encontrar um namorado (ou dois) pela internet. Um filme divertido e delicado, que a gente esquece da vida enquanto está assistindo. Diversão garantida!





    Um lugar chamado Notting Hill, com Julia Roberts e Hugh Grant é um daqueles filmes que fazem a gente sair por aí suspirando dizendo "ah, o amor, o amor...". É lindo, divertido e original. Conta a história do cara comum que se apaixona pela super estrela de cinema. Será que vai dar certo? Quem ainda não viu, está perdendo!





    O casamento do meu melhor amigo também com a Julia Roberts é divertidíssimo! Para quem gosta das tradicionais cerimonias de casamento e também de toda a confusão que elas podem acabar envolvendo. Uma comédia romântica maravilhosa, que faz a gente torcer pela vilã e pela mocinha ao mesmo tempo.





    Encontro marcado é com Anthony Hopkins e Brad Pitt, e conta a história da morte que encarna em um corpo humano para conhecer como é a vida. Para quem quer comédia, romance e drama misturados, num filme que traz algumas mensagens interessantes sobre a vida e relacionamento familiar.




    Sintonia de amor com Meg Ryan e Tom Hanks é a coisa mais linda desse mundo! É noite de natal quando a personagem de Meg Ryan ouve no rádio um garotinho cujo pai ficou recentemente viúvo e... Assista para saber! Um típico filme "Meg Ryan" com bastante romance e coisinhas bonitinhas. É super antigo (os dois estão novinhos) mas a história não deixa nada a desejar para filmes mais atuais - vale muito a pena!



    Harry e Sally é com a Meg Ryan e Billy Cristal, e é um dos meus preferidos de todos os tempos. A direção e o texto são de Nora Roberts, e ela é simplesmente fantástica discutindo temas como amor, relacionamentos, família etc de um jeito honesto e muito engraçado. Também é dos filmes antigos mas acho que já é um clássico das comédias românticas.



    E se você assistiu a todos esses e também gostou, deixe nos comentários dicas de outros para que eu assista também!

    sábado, 13 de fevereiro de 2010

    Livros divertidíssimos!

    Ler é um dos grandes prazeres que tenho na vida! Bem melhor que ver filmes, quando você lê você imagina tudo extamente como deseja e ainda mais alguma coisinha que quiser. Um livro é companhia, que te faz pensar, refletir, e enxergar as coisas de um jeito completamente diferente. Você leva pra qualquer lugar, e assim o tempo que você passa na fila do banco ou na sala de espera se transformam em momentos divertidos que você passa saboreando histórias incríveis. Sem falar dos inúmeros benefícios para a saúde do cérebro e da língua portuguesa! Portanto, queridas, só digo uma coisa: leiam, leiam, leiam, leiam... Ler é poder. "Ler ou não ser."

    Como amo tanto essa atividade, leio o que estiver pela frente, inclusive bula de remédio. Sou super eclética com relação a livros - gosto de inúmeros gêneros e autores. Como estamos em tempos de feriado e diversão, seguem algumas dicas de livros simplesmente divertidos! Daqueles que dá pra gente ter na cabeceira para ler como última coisa do dia. E aí relaxar e dormir feliz! Em outros posts, falarei de outros tipos de livros mais "sérios" que também adorei e recomendo. Boa leitura!



    "Os delírios de consumo de Becky Bloom" é o primeiro de uma sequência de outros cinco livros. Quem viu o filme e acha que conhece a história se engana. Sophie Kinsella conta uma história muito mais delicada, divertida e real nos livros do que o que acabou virando o filme. Gostei sim do filme, mas os livros são muuuuito melhores! O primeiro é fantástico, e os que seguem... Bom, quem ler o primeiro vai acabar indo atrás dos outros, tenho certeza!!




    "Um bestseller pra chamar de meu" é da irlandesa Marian Keyes, que escreve o mesmo tipo de literatura "mulherzinha" de Sophie Kinsella. Nesse livro, ela conta as histórias de três mulheres bem diferentes e muito interessantes. A uma certa altura as histórias se entrelaçam, o namorado de uma na verdade é marido de outra, a que recebeu os originais é agente da que se tornou escritora de bestseller... E assim a história fica uma delícia e a gente não larga o livro até chegar a última página!


    "A vida é uma festa" eu li nas minhas épocas de viajante, e me lembro de ter que controlar minhas gargalhadas para não incomodar os outros passageiros do trem. Ele é simplesmente engraçadíssimo! Sarah Mason (também autora de "Um amor de detetive" que é muito bom e super lindinho e de "Alta sociedade", super legal) escreve de uma forma leve e muito bem humorada, de um jeito que a gente sente que é amiga das personagens. Recomendo muito!!



    Entre todos os livros que eu li do Sidney Sheldon, "Se houver amanhã" foi definitivamente o melhor. O livro conta a história de uma mulher chamada Tracy Whitney (se não me falha a memória, já que esse eu li há uns doze ou treze anos) e sobre como ela se torna... bem, o que ela se torna. Não vou contar senão estrago um pouco da graça do livro. Livro este que, até lá pela página 100 pode ser considerado drama, mas que depois daí passa a ser uma aventura muuuuuuito emocionante!



    E claro que eu não poderia deixar de falar na febre mais febril dos últimos tempos: a saga que começa com "Crepúsculo", de Stephenie Meyer. "Crepúsculo" é uma delícia de se ler, porque a história se passa num lugar frio, chuvoso, rodeado de florestas (delícia) e também porque é naquela época em que se é adolescente e que existe "o garoto" lindo e perfeito que senta na mesa ao lado e... bem, leiam para descobrir o final! Os outros livros da saga são bons também, principalmente "Amanhecer". Mas "Crepúsculo" ainda fica como o melhor dos quatro, na minha opinião.

    sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

    Um único post sobre carnaval

    Se tem uma coisa que poderia passar longe, mas bem longinho de mim é o tal do carnaval. Os desfiles das escolas de samba na televisão até que são interessantes, mas a bagunça... Nunca dediquei muito do meu tempo para entender por que não me simpatizo com essa festa, mas talvez, muito interessantemente, ela reúna tudo o que eu mais detesto na vida: multidão, calor, bagunça, falta de conforto, falta de organização, falta de vergonha, falta de propósito, bebedeira e gente à toa. Não que não exista gente boa que goste de carnaval... Mas esses provavelmente enxergam outras coisas nessa festa que eu não. Enfim. Gosto é gosto, e como a única razão pela qual eu goste de carnaval são os dias de feriado, não vou escrever um postzinho sequer sobre o assunto além desse. Em vez disso, aguardem posts sobre diversão, formas de relaxamento e coisas divertidas para se fazer em dias de feriado. É como esta que vos fala estará passando os próximos dias!


    quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

    Simplesmente arrase!!!

    Afim de surpreender o maridão, se sentir fantástica e ainda, de quebra, receber mil elogios?? Queridas, eu não sei quem falou aquela asneira de que "quem acha que o caminho para o coração de um homem passa pelo estômago está mirando muito alto", mas com certeza essa fulana nunca fez um super jantar para seu objeto de desejo. Porque, cá pra nós, todas nós sabemos o que acontece depois de um jantar romântico, não é meninas?



    Hoje então vou falar para as que não são tão íntimas assim com as panelas mas que ainda assim tem boa vontade. Amores, fazer um super jantar é muito mais fácil do que vocês imaginam. Eis um passo-a-passo como sugestão:

    1) Faça um levantamento dos ingredientes que vai precisar.

    2) Vá ao supermercado e compre tudo o que estiver faltando. Aproveite e escolha também algumas flores para enfeitar a mesa. (você pode encontrar flores a preços ótimos nos mercados)

    3) Em casa, coloque a mesa antes de começar a cozinhar. Capriche. Use sua melhor toalha, melhor louça, talheres mais pesados etc. Aproveite para colocar um bom vinho tinto na geladeira.

    4) Faça primeiro a sobremesa, que precisará de algum tempo gelando.

    Pavê de bombom super fácil




    Pegue 3 ovos e separe as gemas das claras. (Não tem muita prática nisso? Bata com uma colherinha no topo do ovo, quebre um pouquinho, e desepeje com cuidado a clara num copo. Lá dentro restará a gema. Tcharam!)
    Numa panela coloque 1 lata de leite condensado, 1 xícara (chá) de leite, 1/2 colher de sopa de maisena e 3 gemas. Fogo médio, mexa até engrossar.


    Pique grosseiramente 10 bombons sonho de valsa. Faça camadas alternadas de bombons e do creme em tacinhas individuais. Pegue agora as claras e bata na velocidade máxima da batedeira até ficarem branquinhas (em neve). Aos poucos, ainda com a batedeira ligada, acrescente 5 colheres (sopa) cheias de açúcar. Coloque por cima e enfeite com pedaços de bombons. Se quiser e tiver tempo, numa panelinha junte 2/3 de xícara de leite com 5 colheres de sopa de chocolate em pó (não é achocolatado... pode ser aquele Chocolate do Padre, por exemplo) e misture até dar uma engrossadinha. Essa calda de chocolate você joga por cima de tudo, pra ficar igual ao da foto. Leve à geladeira.

    5) Agora vá se cuidar! Tome um banho, lave os cabelos, se arrume toda!



    6) Hora de fazer a comida!



    Filé delicioso e batata sautê

    Coloque água para ferver. Lave as batatas. Descasque se quiser. Jogue as batatas na água fervendo e deixe de 5 a 10min. (Isso depende do tamanho das batatas.) Enquanto isso, passe para o filé.
    Tempere a carne com pimenta, uma mistura de ervas (para carne), páprica, tabasco, e um pouco de mostarda. Passe a mistura na carne com as mãos em movimentos vigorosos. Coloque óleo na frigideira e deixe esquentar bem. Coloque a carne e deixe 2 minutos para cada centímetro de grossura de cada lado. Pressione a carne levemente enquanto cozinha, para sentir se já está pronta.

    Nisso, ligue o forno na temperatura mais baixa, que é onde você colocará os filés depois de prontos, para mantê-los aquecidos enquanto você termina de cozinhar.

    Para o molho: dissolva um pouco de vinho branco na frigideira onde a carne foi frita e um pouco de creme de leite. Adicione um pouco de pimenta. Mexa e adicione um pouco de maisena para engrossar.

    A essa altura as batatas já devem estar no ponto (quando você consegue enfiar um garfo nelas com alguma dificuldade, mas não muuuita). Corte-as ao meio (ou em várias fatias, dependendo do tamanho) e passe-as numa frigideira com 1 colher de manteiga, 1 colher de azeite, 2 dentes de alho espremidos e um pouco de salsinha ou orégano.

    7) Coloque uma música suave tocando, acenda as velas, se tiver (e eu espero que tenha...). Agora chame seu amor para abrir o vinho (homens a-do-ram se sentir úteis) e saborear o jantar delicioso que você preparou.

    E a noite estará só começando...

    quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

    Saudável sempre!

    Cá pra nós, você...


    ...tem comido besteiras demais?

    ...escreveu nas suas resoluções de ano novo "ser mais saudável" e até hoje ainda não começou?

    ...está precisando perder uns quilinhos ou quer manter a silhueta enxuta?


    Queridas,


    Se quando bate aquela vontade de ser mais saudável o que vocês fazem é sentar e esperar a vontade passar, esse post é pra vocês!


    Hoje nós vamos falar da técnica maravilhosa de braqueamento de vegetais! É uma técnica super simples que é uma mão na roda na hora de preparar refeições balanceadas, variadas e - o mais importante - saudáveis!


    Primeiro, faça uma boa feira e compre todo tipo de legumes. Chegando em casa, siga a seguinte sequência:


    • limpe;

    • corte;

    • cozinhe no vapor;

    • jogue os legumes no gelo até esfriarem;

    • escorra bem a água;

    • separe-os em poções individuais, dentro de saquinhos próprios para congelar.

    E pronto! Desse jeito, seus legumes vão durar bem mais e não vão perder o gosto. E assim, fica bem mais fácil fazer comidinhas nutritivas e resistir à tentação de pedir pizza pela nonagésima vez.

    terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

    Why don't you...?

    Por muito tempo fui leitora assídua da Cosmopolitan americana. Uma das partes da revista que eu mais gostava de ler era a sessão "why don't you...?", que dava algumas idéias inusitadas. Resolvi fazer minha própria lista pra vocês. Divirtam-se!


    Por que você não...?

    • ... tira um dia para só fazer o que realmente gosta de fazer?
    • ... começa a planejar sua próxima viagem hoje mesmo?
    • ... aprende a tocar um instrumento musical?
    • ... liga para aquela amiga querida com quem não fala há seculos?
    • ... se matricula num curso para aprender aquilo que sempre quis?
    • ... faz algum prato completamente diferente para o jantar de hoje?
    • ... declara o "dia especial do romance" e enche seu marido de mimos?
    • ... faz uma lista de coisas que ainda quer fazer esse ano e começa hoje mesmo?
    • ... dá uma volta em lojas de decoração chiquérrimas e "rouba" algumas idéias?
    • ... passa o dia num spa?

    segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

    Uma historinha budista


    Existem algumas versões da historinha que vou contar aqui... A minha é a versão resumida, que com menos palavras já diz tudo.


    "Um dia, os deuses se reuniram e decidiram criar o homem e a mulher inspirados na imagem deles próprios. Mas aí pensaram: "se vamos criá-los à nossa imagem e semelhança, com um corpo igual ao nosso, com inteligência igual à nossa, estaremos criando novos deuses. Temos que pensar em algo que os diferencie. Temos que tirar algo deles!"
    Depois de muito pensarem chegaram a conclusão que deveriam tirar a felicidade.

    - Vamos esconder a felicidade na montanha mais alta.

    - Não te recordas que demos força a eles. Alguém vai conseguir subir até ao topo dessa montanha e saberá onde ela está.

    - Então vamos escondê-la no fundo do mar.

    - Também não será um bom lugar pois lhes demos inteligência e alguém vai inventar uma máquina de submergir e encontrá-la.

    E assim a conversa prosseguia...

    De repente, o único deus que não havia falado nada disse:

    - Creio que já sei onde devemos colocar a felicidade. Num lugar onde eles nunca descobrirão. Colocaremos a felicidade dentro deles, e eles passarão a vida cegos por seus próprios sentidos, procurando lá fora, e nunca a descobrirão. "


    O budismo fala muito sobre as ilusões que os sentidos nos trazem. Tudo que a gente vê, ouve, sente, cheira, experimenta etc, nada disso é "real". Real mesmo, só o que está dentro da gente. Logo, a felicidade não está no carro, na casa, na bolsa, na roupa, na viagem... Ela está dentro de você, agorinha mesmo. Bom saber disso, não? Não dá um alívio?


    Todo mundo é profundamente feliz. Basta entrar em contato.


    Ótimo começo de semana!!

    domingo, 7 de fevereiro de 2010

    Love is in the air

    Seu relacionamento está romântico o suficiente para você? A rotina às vezes pode levar nossa energia embora e nos deixar carentes de romance. Isso tanto para o homem quanto para a mulher. Querida, não deixe tudo na mão de seu amor. Se você quer mais romance na relação, aja você mesma com relação a isso! Ele vai apreciá-la tanto por isso que a tendência será retribuir seus gestos com outros que você vai adorar!



    10 idéias super românticas:

    • Jante à luz de velas. Ou tome o café da manhã à luz de velas. Por que não?
    • Escreva uma carta de amor, dizendo a ele as razões pelas quais você o ama tanto!
    • Crie uma playlist romântica. Proponha escutarem juntos, no quarto, à meia-luz.
    • Leve para casa o que ele mais gosta em matéria de sorvete/revista/comida.
    • Ofereça a ele uma massagem nas costas ou nos pés. Use cremes ou óleos.
    • Envie um telegrama para ele!
    • Não entre em casa com sua chave como você faz todos os dias. Toque a campainha. Cumprimente-o com um bom beijo.
    • Mande um sms para o celular dele convidando-o para um jantar romântico. Local: sala de casa. Horário: quando for bom para ele. R.S.V.P.
    • Um bombom ou uma paçoca podem se transformar em presentinhos especiais.
    • Tope fazer aquele programa que você sempre se recusa (futebol, jogar cartas, filmes de ação, o que for) Ele vai adorar.
    • Faça uma lista dos momentos do relacionamento que você mais gostou. Leia para ele!
    Boa sorte! Bom romance!

    sábado, 6 de fevereiro de 2010

    Bolo de chocolate - oba!

    Que tal aproveitar algum tempo livre que tiverem no sábado para fazer algo de delicioso para vocês e para seus amores? Vai aqui a receita de um bolinho super fácil e que é garantia de sucesso sempre. Bom apetite!






    Bolo de Chocolate

    Ingredientes:

    Para o bolo:
    1 xícara (chá) de leite
    1 xícara (chá) de óleo
    2 ovos
    2 xícaras (chá) de farinha de trigo
    1 xícara (chá) de chocolate em pó
    1 xícara (chá) de açúcar
    1 colher (sopa) de fermento em pó

    Para a cobertura:
    1 lata de leite condensado
    6 colheres (sopa) de chocolate em pó
    1 colher (sopa) cheia, de manteiga

    Preparo:

    Bolo:
    Ligue o forno (temperatura média) e deixe aquecendo. Bata bem o leite e os ovos. Depois coloque a farinha, o chocolate em pó e o açúcar. Acrescente o fermento. Asse em forma untada e polvilhada com farinha em forno médio (pré-aquecido) por cerca de 25min.

    Cobertura:
    Em uma panela, coloque o leite condensado, a manteiga e o chocolate em pó. Mexa bem a princípio em fogo alto e depois que a manteiga tiver derretido, em fogo baixo. Desligue antes que chegue ao ponto de brigadeiro.

    Enfeite com raspas de chocolate ao leite ou meio amargo.

    sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

    A sutil arte de camuflar

    Atenção: este é um post politicamente incorreto.

    Tem dias que eu acordo disposta a conquistar o mundo. Pulo da cama, corro no parque, preparo um café da manhã elaborado para meu marido, estudo, escrevo, arrumo a casa, lavo, passo, organizo, faço o jantar e ainda asso um bolinho. Mas tem dias... Ah, tem dias que tudo o que eu quero é ficar na cama lendo meus livros ou assistindo meus seriados! O lógico seria pensar que se faço tanto todos os dias, um dia ou outro eu poderia me permitir a entrega ao ócio, certo? Ah, de jeito nenhum! O problema de ser dona de casa é que não temos férias, não temos feriados, nosso expediente nunca acaba e se não fazemos nosso trabalho somos rapidamente descobertas e cobradas.





    Mas precisa ser assim...?





    Queridas, façam seus trabalhinhos com alegria. Mas o dia em que não estiverem afim de fazer nada, eis algumas dicas para fingir que fizeram tudo. Em vez de fazer o trabalho, coloque o pé para cima. De vez em quando, nós merecemos folga, sim!! Segredo nosso, tá?

    • Recolha tudo o que for louça suja, empilhe e esconda dentro do forno.
    • Arrume a cama no modo "muito-mais-ou-menos". Estique o lençol, jogue o edredon por cima e considere o trabalho feito.
    • Recolha as roupas do varal e simplesmente empilhe na cesta de passar.
    • Roupas para lavar? Coloque-as dentro da máquina. E só.
    • O café da manhã pode ser sucrilhos. Ou ovo quente. Ou nescau. Ou qualquer outra coisa instantânea.
    • Comida? Peça pelo telefone. Faça miojo. Diga que está doida por um cachorro-quente.
    • A casa precisa seriamente de limpeza? Espane. E pronto.
    • Tem muita coisa esplhada? Faça pilhas.
    • Tem muita coisa meeesmo precisando ser organizada? Tinha que ser hoje? Para não guardar de qualquer jeito, coloque tudo dentro de uma mala. E fim.
    • Era dia de faxina? Esses sprays com cheirinho bom dão uma ótima impressão de limpeza.
    • As toalhas precisam ser trocadas? Troque - de banheiro. Faça rodízio do banheiro que vocês mais usam para o que menos usam.

    E claro, assumam para vocês mesmas e para seus lindos e queridos maridos que naquele dia vocês estão cansadas e que o trabalho ficou para amanhã. Afinal, o que há de errado nisso? Nada, queridas. Nada.

    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

    Teste sua sanidade mental!

    Queridas,

    Em algum momento de um dia cheio de afazeres você tem a impressão de que está ficando louca? Que tal confirmar isso testando sua sanidade mental? Eis um teste super divertido de responder, para fazer sozinha e depois testar seu respectivo. Preparada para saber seu nível real de loucura?

    Responda sim ou não a cada uma das perguntas:


    Você já…

    1)Conversou com plantas?
    2)Sentou na linha amarela em uma estrada?
    3)Falou sozinha?
    4)Gritou com um policial?
    5)Ficou um dia inteiro sem fazer nada, só olhando pras paredes?
    6)Deu nome pras vozes na sua cabeça?
    7)Esteve em uma área não-ventilada com substâncias tóxicas?
    8)Escalou um poste?
    9)Esteve em pé em cima de uma mesa que não era da sua casa?
    10)Dormiu com um estranho?
    11)Leu um livro de trás pra frente?
    12)Se divertiu irritando um cachorro que não estava preso?
    13)Foi presa?
    14)Quis morrer?
    15)Falsificou uma assinatura?
    16)Foi pra uma prova sem ter estudado nada só porque não deu vontade?
    17)Cortou o cabelo de alguém sem o consentimento dessa pessoa?
    18)Pediu um estranho em casamento?
    19)E de fato, casou-se com ele?
    20)Tentou contar os números até o final?
    21)Se olhou no espelho e não se reconheceu?
    22)Experimentou algum tipo de droga?
    23)Ficou sem saber se era manhã ou tarde?
    24)Achou que o mundo era um lugar estranho onde ninguém te entendia?
    25)Deu uma voltinha em torno de você mesma?
    26)Acordou em algum lugar sem ter a mínima noção de onde você estava?
    27)Achou que você, na verdade, era outra pessoa?
    28)Bateu em você mesma?
    29)Saiu dirigindo sem destino nenhum?
    30)Comeu algo que não sabia o que era?
    31)Inventou uma mentira e insistiu tanto nela, que acabou acreditando que era verdade?
    32)Disse para um motorista de táxi “siga aquele carro”?
    33)Tentou voar?
    34)Teve uma vontade sincera de pular de algum lugar muito alto sem proteção?
    35)Deu nome e telefone falsos pra alguém?
    36)Começou a chorar sem ter a mínima idéia do porquê?
    37)Planejou a morte de alguém?
    38)E colocou o plano em ação?
    39)Fez sexo sem proteção?
    40)Fez sexo em público?
    41)Se encontrou em algum lugar sem ter a mínima idéia de como foi parar lá?
    42)Ouviu coisas que ninguém mais estava ouvindo?
    43)Viu algum fantasma/ espírito/ extra-terrestre etc?
    44)Ficou acordado mais de 48 horas seguidas?
    45)Fez coisas das quais não tem a menor lembrança?
    46)Cantou algo muito alto em público?
    47)Esteve completamente sem roupas na frente de estranhos?
    48)Teve a sensação de estar flutuando?
    49)Cometeu algum tipo de crime?
    50)Rasgou dinheiro?
    51)Pediu demissão sem ter nenhum outro plano para ganhar dinheiro?
    52)Atirou objetos contra uma parede?
    53)Dormiu por mais de 15 horas seguidas?
    54)Desobedeceu alguma ordem?
    55)Esteve pelado em público?
    56)Comeu algo que não queria sendo que ninguém estava insistindo?
    57)Acreditou que existia algum sério tipo de complô contra você?
    58)Jogou fora algo de que gostava muito?
    59)Saiu dirigindo sem destino?
    60)Pegou um ônibus que não sabia para onde estava indo?
    61)Comprou coisas de que não precisava?
    62)Disse "espelho, espelho meu..."?
    63)Foi sincera em situações em que não deveria ter sido?
    64)Foi embora de algum lugar sozinha esquecendo alguém no local?
    65)Jogou algo fora pela janela?
    66)Viajou para algum lugar sem ter local para ficar previamente arranjado?
    67)Entrou no chuveiro antes de ter tirado as roupas?
    68)Gritou por horas seguidas?
    69)Fez algo, de propósito, que você sabia que não seria bom?
    70)Achou que você era a única pessoa normal no mundo?

    Agora, maluquinhas, contem 1 ponto para cada sim em perguntas escritas em preto e 2 pontos para cada sim em perguntas escritas em vermelho. O resultado indica sua porcentagem de loucura.

    A maior parte da população fica entre 32-41%. Meu resultado foi 52%. Mas tudo bem, já que as vozes na minha cabeça já me disseram para eu não me preocupar...

    Divirtam-se e me contem seus resultados!