quarta-feira, 30 de junho de 2010

Um pensamento

.
Alguns consideram Samuel Beckett um cara pessimista. Já eu, acho que existe muito de positivo no pessimismo dele. Para começar - e terminar - bem o dia de hoje, deixo para vocês um de seus pensamentos mais interessantes:


"Tente de novo. Erre de novo. Erre melhor."



Uma ótima quarta-feira a todos!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Só para mulheres!

.
Vocês, mulheres que leem meu blog, já ouviram falar da Teia de Thea?

Para explicar o que é, retiro algumas palavras do site oficial da Teia:




"As primeiras sementes que se transformaram na Teia de Thea foram plantadas no começo da década de 90, em terras místicas de cerrado, bem no centro do Brasil.
Mirella Faur, a iniciadora e seu marido Claudio Capparelli, construíram em Brasília a Chácara Remanso, com espaços e templos integrados à natureza. Reunindo mulheres em círculos de estudo e rituais públicos por mais de 13 anos, Mirella passou a ensinar a reverência à Mãe Terra e a conexão com a essência feminina." [grifos meus]



Hoje a Teia realiza seus encontros na Unipaz, sempre às 20h. Não sei se são todos, mas pelo menos a maioria é em noites de lua cheia.
Já fui em dois deles e pretendo continuar indo. O último foi nesse sábado que passou e foi muito especial. Recomendo para quem tem fascinação pela natureza, pelos astros, por sua própria feminilidade, por sua intuição e por seus poderes femininos...

Interessou? Acesse o site para mais informações. E compareça a um dos encontros, para uma grande experiência.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

O fator sorte

.
O filme Match Point, de Woody Allen, discute o papel que a sorte tem no desenrolar da vida. Os primeiros minutos do filme já dão muitíssimo o que pensar. A cena é de uma bola de tênis que, depois de lançada, por um momento paira no topo da rede. Ao fundo, o narrador está dizendo:

"The man who said 'I'd rather be lucky than good' saw deeply into life.People are afraid to face how great a part of life is dependent on luck.It's scary to think so much is out of one's control. There are moments in a match when the ball hits the top of the net and for a split second it can either go forward or fall back. With a little luck it goes forward and you win. Or maybe it doesn't and you lose."




Traduzindo, seria mais ou menos o seguinte: "Aquele que disse 'Prefiro ser sortudo a ser bom' viu profundamente a vida. As pessoas tem medo de encarar que uma grande parte da vida depende da sorte. É assustador pensar no quanto foge de nosso controle. Há momentos em uma partida em que a bola paira sobre a rede e por meio segundo pode tanto ir para frente quando para trás. Com um pouco de sorte ela vai para frente e você ganha. Ou talvez não, e você perde."

Match Point é interessantíssimo - eu definitivamente recomendo. É um daqueles filmes que prende a atenção do primeiro ao último minuto por conta de seu roteiro original. Tudo bem que ele bebe bastante em "Crime e Castigo" de Dostoiévski (e inclusive, há diversas referências ao livro no filme) mas ainda assim é original.

Adoro a discussão sobre o papel da sorte na vida. Concordo que muitas vezes preferimos nos negar a acreditar que a sorte influencia sim nosso destino. Mas acho que ficou faltando dizer no filme é que a sorte precisa encontrar uma pessoa preparada.


Você pode até dar alguma sorte na vida, mas se não estiver preparado para ela é bem provável que estrague tudo. Ou até que termine pensando que aquela sorte foi azar.

Não podemos controlar o fator sorte. Mas podemos nos preparar para ela.

Uma ótima segunda-feira!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Salmão facílimo!

Salmão ao molho de mostarda e mel


Esse salmão é tão fácil de fazer que até digitar a receita será rápido. Seguinte: na frigideira com azeite, passe o salmão dois dois lados até grelhar. Retire da frigideira e nela jogue 3 partes de creme de leite, 2 partes de mostarda (gosto da Djon) e 1 parte de mel, mexa e jogue por cima do Salmão. Voilá!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Questão de competência

.
A verdade é simples e dura:
cada um leva a vida que tem competência para levar.



Não estou falando que se você não é rico como o filho de algum milionário é simplesmente porque não tem a mesma competência dele, porque dadas as mesmas condições talvez você e ele teríam a mesma competência.

Não estou falando das cartas que você não tem.
Estou falando das que você tem ou das que poderia, sim senhor, ter.

Todo mundo tem alguma coisa a seu favor. Cabe à pessoa aproveitar a situação e multiplicar os benefícios. Todo mundo tem também alguma coisa a seu desfavor. Cabe à pessoa resolver o problema, superar a dor, arranjar a solução e seguir em frente.

Saindo do abstrato e vindo para o concreto: se hoje eu saboreiro todas as noites pratos deliciosos no jantar é porque eu tenho a competência de cozinhar bem. Se minha casa é uma delícia é porque com os recursos que tenho, eu a deixo aconchegante. Se meu casamento é feliz é porque eu tive competência pra escolher o marido e tenho competência (e inteligência, e criatividade...) para deixar a coisa sempre interessante. Etc etc etc. Da mesma forma, se alguma coisa vai mal é porque eu não estou sendo competente o suficiente para deixá-la boa.

Já tive minha cota de sortes e azares. Mas na maior parte do tempo, minha vida foi exatamente o que dela eu quis fazer.

Quer que as coisas melhorem? Pois melhore-se.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Simplesmente elegantes


Continuando o assunto de ontem, sobre o casamento da Princesa Victoria da Suécia, fiquei encantada com os vestidos usados pelas princesas e outras nobres que compareceram à cerimônia. Acho que é uma boa fonte de inspiração para nós brasileiras, que algumas vezes quase pecamos pelo excesso. Adorei a simplicidade chique dos vestidos, inclusive o da noiva. E fico aqui pensando: se uma rainha vai ao casamento de sua filha usando o vestido que usou, e se uma princesa se nós simples mortais realmente não precisamos tanto nos preocupar com brilhos e paetês. Fico pensando nos vestidos que algumas atrizes americanas desfilam em tapetes vermelhos e começo a questionar o bom gosto. Mais uma vez, acho que a lição que fica é a de que a simplicidade continua ganhando nota máxima no quesito elegância.

A primeira foto é da mãe da noiva, Rainha Silvia.






















terça-feira, 22 de junho de 2010

Casamento real

Depois do ano que passei em Estocolmo, nutro um carinho especial pela Suécia. Por isso, fiquei feliz em ver as fotos do casamento da Princesa Victoria, que aconteceu nesse último sábado. E o noivo, que de personal trainner passou a Duque, também não poderia estar mais feliz. Brincadeirinha. Num país como a Suécia, tenho certeza de que se eles se casaram, foi por muitíssimo amor.














segunda-feira, 21 de junho de 2010

Pra começar bem

Pra começar bem a semana, deixo para vocês um texto-poema meu, que resume minha filosofia de vida. Aproveitem o dia!


Início e término, começo e fim
Mudanças iguais: a vida é assim.
Mistério desvendado a cada dia
Sorte de quem pára e aprecia.
E olha pra trás, e olha pra frente
Sem deixar de viver no presente.
E brinca, e sonha, e erra
E aproveita este passeio na Terra.
Cada fase tem sua graça
Quando menos se espera ela passa
Faça! Curta! Vá atrás...
E depois vire a página em paz.
(não é fácil, pode ser que você balance)
Aproveite o que está a seu alcance
E alcance o que quer aproveitar
Um ciclo só termina para outro começar
Em cada experiência ganhamos bagagem
Para melhor prosseguir na viagem
Não deixe que suas pérolas caiam no caminho
Não deixe de ficar um tempo sozinho
Torne-se independente, conquiste sua asa
E assim que o fizer, aprenda a voltar pra casa
Tenha raízes, mas não fique plantado
Cuide para que ame e também seja amado
Não leve uma vida vazia e fútil
(não que a matéria não seja útil)
Dê a cada coisa o valor que ela tem
depois desapegue-se; cresça; vá além
Escolha muito bem suas referências
Mas tenha suas próprias experiências
Vou te dizer – contenha o desmaio
Isto tudo aqui NÃO É UM ENSAIO
A vida vem acontecendo desde que você nasceu
Ou será que você ainda não percebeu?
Não há linha de chegada
Sábio é aproveitar a jornada
Cada dia é especial por um motivo
Na pior das hipóteses, você continua vivo
Isso já é mais que suficiente
Para querer se tornar “mais gente”
Aproveite suas fases, aproveite sua vida
Faça de cada dia um ponto de partida
Início e término, começo e fim
Acorde feliz. CARPE DIEM!!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Botas que caem como luvas


A propósito, a bota que eu havia pedido na Shoestock chegou no início desta semana e ficou perfeita!
Gostei porque dá pra usar dobrada (igual a foto) no comprimento de botas tradicionais de cano longo ou dá pra desdobrar o cano e usá-las indo ao meio do joelho, quase como uma cuissard mas sem tanto perigo de ficar vulgar.
Amei, amei, amei!!!


quinta-feira, 17 de junho de 2010

A nova palhaçada

É ridículo.

Agora só falta instituirem o "Bolsa Vuvuzela". Sinceramente!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Atualizado!

.
.
.
O link "sobre esta que vos fala" ali na direita foi atualizado. Respondi as mesmas perguntas que eu fazia num Caderno de Perguntas de quando eu tinha 12 anos, que eu encontrei outro dia nas minhas coisas. Tão legal essas coisas! = )

terça-feira, 15 de junho de 2010

Meu Brasil brasileiro


Daqui a pouco nosso país vai parar para assistir ao primeiro jogo do Brasil nesta Copa do Mundo. Não sou daquelas que normalmente gosta de futebol. Não tenho um time do coração e até hoje não entendi direito o que é impedimento. Mas durante as copas, gosto de ver os jogos, visto camiseta verde e amarela e torço de coração pelo meu país.

Tem gente que diz que não vai torcer pelo Brasil já que o país anda de mal a pior. E eu digo: é justamente nessa hora que a gente tem que virar torcedor.

Que tem muita coisa errada no país precisando ser mudada, isso todos sabemos. Que o Brasil ainda precisa comer muito feijão com arroz pra chegar perto das nações desenvolvidas também é óbvio. Mas é justamente por isso é que precisamos torcer pelo país. Não só na Copa mas sempre. Como vamos chegar a algum lugar sem um povo que torça profundamente pelo seu país? Eu torço.

Outra coisa: a melhor parte da Copa pra mim não são os jogos em si, mas o sentimento comum que nos une. Palavra de quem já passou longos períodos fora do país: somos muito mais brasileiros do que imaginamos. Quando se está em terras estrangeiras, onde absolutamente nada nos é familiar, é que a gente percebe o quanto do país está impregnado na gente. Aqui dentro podemos dizer que o sulista é isso, o nordestino é aquilo, o povo de Brasília é não-sei-o-quê. Mas a verdade é que o que nos une como brasileiros é muito mais que a língua portuguesa. É um jeito de ser, agir, pensar, se relacionar. E vou dizer: é um jeito bom.

Torçamos pelo nosso Brasil! E sem esquecer de que hoje o jogo é contra a Coreia do Norte, assim mesmo, sem acento. Toda hora é hora para lembrar que o Acordo Ortográfico tirou o acento agudo dos ditongos abertos "ei" das paroxítonas. ;-)

O que é que a francesa tem?


Recentemente li "O que as mulheres francesas sabem sobre amor, sexo e atração" e gostei muito. Não por concordar com tudo o que as francesas supostamente fazem, e também não por acreditar que o que a autora descreve no livro seja verdadeiro para toda e qualquer francesa. (Eu mesma conheci algumas que não se enquadravam em quase nada escrito ali.) Gostei muito da leitura por ela apresentar uma forma de pensar o amor e os relacionamentos muito diferente da que nós, brasileiras influenciadas pela cultura americana, estamos acostumadas.
Em alguns aspectos, inlcusive, a forma francesa de agir seria oposta ao que acreditamos ser a melhor. O caso é que às vezes escutamos tantas vezes a mesma coisa que nem paramos mais para avaliar se concordamos realmente com aquilo.

O caso da amizade no relacionamento, por exemplo. Mostre-me uma Cosmopolitan e te mostrarei um artigo que prega que seu marido deve ser seu melhor amigo. Assista qualquer programa da Oprah e vai se deparar com o mesmo conceito. Por aqui, nas revistas femininas, o alarde é menor mas também existe. Seja amiga dele. Seja amiga dele! Sejam melhores amigos!!!

E não pare por aí! Tenha intimidade total. Contem TUDO um para o outro. Pergunte sobre o passado dele, conte tudo sobre o seu. Sinta-se livre para fazer ou falar qualquer besteira perto dele. Não se coloque limites. Intimidade é isso.

E aí depois vocês se perguntam por que é que acaba o tesão.

Esse e outros questionamentos você encontra no livro de Debra Ollivier, Ed. Academia, 192pgs.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Arroz a piamontese fácil, fácil

Sobrou aquele tantinho de arroz branco e você não sabe o que fazer com ele? Eis uma sugestão: transforme-o em arroz a piamontese! Você aproveita o arroz, come bem, impressiona e quase não tem trabalho. Veja como:

Arroz a Piamontese sem traumas




Ingredientes:
Arroz branco feito (uns 300g)
1/2 xícara de vinho branco
1/2 xícara de creme de leite
Um punhado de queijo parmesão ralado


Preparo:



Coloque numa panela o vinho branco e o creme de leite e aqueça. Depois adicione o arroz pronto, deixe um pouco e acrescente o parmesão ralado mexendo até que ele derreta. Tempre com um pouco de pimenta do reino ou noz moscada a gosto.

Mais fácil que isso, só fazer arroz com o Meu Arroz, da Knor - risos.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Antes de antes de tudo

Meus amigos sabem que entre eu conhecer e me casar com meu marido houve uma longa história. Mas mesmo alguns dos que me conhecem, não sabem como tudo começou. Para já irmos entrando no clima do Dia dos Namorados, vou dividir com vocês uma poesia que escrevi para ele antes mesmo do início de tudo. Porque história de amor boa é assim: começa antes mesmo do início - e nunca chega ao fim.


Na Thomas Jefferson, era uma vez
um curso, acho que era de inglês
A professora era a Altair
que em vez de ensinar, fazia dormir.

Havia esse garoto meio calado
que passou a sentar do meu lado.
Legal, engraçado, uma peça!
A aula então passava depressa.
Conversávamos, ele me fazia rir
Um dia, porém, ligou para se despedir
Sem choro, sem vela e sem manha
Foi de novo morar na Alemanha
Não sem antes me deixar - nada mal -
seu precioso endereço virtual.

Foi então que aconteceu com a gente
Idéia minha, a princípio inocente.
Cartas com perguntas e repostas
onde verdades e confissões eram postas.
Ria sozinha em frente ao computador
enxergando-o cada vez com mais cor.

Um dia uma notícia - maravilha!
"Em março estarei em Brasília"

Uma sala sem móveis, tv e colchão
Um filme que não prestei atenção.
Um olhar com segunda intenção
e uma frase dita em alemão.
"ah, meu deus, que alguma ação
faça parte dessa tradução"

Uma noite mágica, uma manhã perfeita
só disso a vida devia ser feita
Mas então veio a despedida
cada um deve seguir com a sua vida
O que não impede que nesse meio
haja muita troca de e-mail!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Notícias fashion



Quer ter um esmalte lindíssimo Chanel sem precisar colocar em prática aquele plano de assalto a banco? Pois agora você pode! Pelo menos é a promessa desse site, que nos dá sugestões de combinações de esmaltes nacionais para conseguirmos os tons maravilhosos da Chanel. Vou experimentar o Pérola com Sereia, e depois conto pra vocês!

-----------------------------------------------------------------------------------

E ainda nos assuntos de mulher, fiz uma descoberta ontem que me deixou muitíssimo feliz! Pode ser que eu é que estivesse atrasada e que todo mundo já está sabendo, mas para quem ainda não descobriu fica a dica: a Shoestock está online, com um site maravilhoso, cheio de descrições, fotos, centímetros de salto, cano e circunferência de botas... Ou seja, é uma opção incrível para quem adora sapatos (leia-se: mulheres) mas não está nem um pouco feliz com os preços que tem encontrado na praça. Os sapatos lá não são baratíssimos, mas tem preços melhores do que os que a gente encontra aqui em Brasília, com a vantagem de serem lindos e confortabilíssimos. Acabei pedindo uma bota preta e agora estou contando os dias para recebê-la. Conto pra vocês se deu tudo certo!

terça-feira, 8 de junho de 2010

.
.
.
E neste exato momento, segundo a página da CNN, faz a mesmíssima temperatura em Brasília e em Zurique: 22°C.

Com a diferença de que aqui é inverno e lá é verão.

E de que lá o mundo está acabando em chuva.

Poxa.

Tudo azul!

A única coisa que nunca muda neste mundo é o fato de que as coisas estão todas em constante transformação.

Mudamos!

Porque renovar é preciso.

Entre, sente, fique à vontade. Para mulheres sim, mas para homens também. Assuntos de todo tipo. E um pouco mais sobre esta que vos fala.