segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Para ser chique

SER CHIQUE SEMPRE



Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano.

O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.

Chique mesmo é quem fala baixo.
Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.

Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho
próprio.

Chique mesmo é ser discreto,não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.
Chique mesmo é parar na faixa de pedestre.

É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador.
É lembrar do aniversário dos amigos.

Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.

Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.
É "desligar o radar" quando estiverem sentados à mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção a sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!

Chique do chique é não se iludir com"trocentas" plásticas do físico quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão, intolerância, falsidade...

Mas para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos retornar ao mesmo lugar, na mesma forma de energia.
Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não aceite,em hipótese alguma,fazer qualquer coisa que não lhe faça bem.

Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!
Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios... mas amor e fé nos tornam humanos !

GLÓRIA KALLIL

sábado, 27 de novembro de 2010

Mais árvores de natal!














Boa inspiração!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

More than words

Sim, eu realmente presto atenção nas escolhas das palavras que as pessoas fazem. Me recuso a usar algumas delas, fico horririzada quando escuto outras, e adoro quando ouço outras tantas.




"Assim como os pensamentos são o retrato das coisas, as palavras são o retrato dos pensamentos."

Molière

Lindas árvores de natal

.
Como passar a época mais linda e aconchegante do ano sem sua árvore de natal? A minha árvore é bem tradicional: verde com enfeites vermelhos, brancos e dourados. Mas tem gosto para tudo. Algumas inspirações:












.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Monte sua árvore de natal!

.
Falta apenas 1 mês para o natal! E você, já montou sua árvore?

Eu já! Gosto de deixar para montar no dia 25/11 ou um pouco depois, mas este ano, por ter comprado minha primeira árvore de natal "de verdade" e uns enfeites lindíssimos, não aguentei e montei logo no início de novembro!

Amo natal e os enfeites lindos que surgem nessa época do ano! Mas acima de tudo, amo a árvore de natal! Gosto de ficar olhando pra ela à noite, com o pisca-pisca ligado, igual criança. Acho a história da árvore de natal muito legal também. Conta-se qie civilizações antigas que habitaram os continentes europeu e asiático no terceiro milênio antes de Cristo já consideravam as árvores como um símbolo divino. Eles as cultuavam e realizavam festivais em seu favor. Essas crenças ligavam as árvores a entidades imaginárias, mitológicas. Sua projeção vertical desde as raízes fincadas no solo, marcava a simbólica aliança entre os céus e a mãe terra. Não é o máximo?

E você, o que está esperando para montar sua árvore? Verde com vermelho, dourada, prateada, não importa a cor: natal que é natal tem que ter árvore!
Amanhã posto umas fotos de árvores de natal decoradas para inspiração!
.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Posso te contar um segredo?

.
Alguém conhece o blog Post Secret? É um site que publica os segredos mais cabeludos de seus leitores - anonimamente, claro. É quase um reality show em matéria de blog. Funciona assim: o portador do segredo manda um cartão postal com sua confissão. O blog publica. E a gente lê. De vez em quando aparecem umas coisas bem engraçadas como um que dizia: "Vivo cortando a grama da minha vizinha sem sua permissão. Digo a ela que foi seu gnomo de jardim. Acho que ela acredita." Também tem dramas, confusões, desabafos e confissões de todos os tipos. Para quem lê em inglês e gosta desse tom confessional, é um prato cheio. Alguns dos tais postais:






















sábado, 20 de novembro de 2010

.
Uma das partes que mais gosto de arrumar na casa é a cama. Acho tudo de bom ver aquela cama linda, cheia de travesseiros e almofadas, que dá vontade de se atirar em cima, pular, rolar, fazer tudo... Até dormir! Rs.












quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Uma vez na vida...

.

A revista Women´s Health de novembro trouxe uma lista de coisas que deveríamos fazer ao menos uma vez na vida. Achei interessante ver que de 45 itens, já fiz 26 - só não vou dizer quais. Segue a lista:



  1. Pule de paraquedas. Asa-delta. Bungee jump.

  2. Viaje sozinha.

  3. Vá de penetra a uma festa.

  4. Beba até constranger os amigos.

  5. Veja o sol nascer na praia. Sozinha. E acompanhada.

  6. Coma algo de que nunca tenha ouvido falar. De aparência esquisita. E cheiro estranho.

  7. Plante uma árvore.

  8. Vá ao estádio, xingue o juiz e fale palavrão.

  9. Dê uma festa espetacular. Não precisa ser grande. Só espetacular.

  10. Passe um Carnaval solteira em Salvador.

  11. Peça demissão.

  12. Mate o trabalho e vá ao cinema.

  13. Transe no banheiro de uma festa.

  14. Durma pelada.

  15. Viaje de trem. E de navio.

  16. Cante num karaokê.

  17. Viva um caso de amor na Itália.

  18. Faça ioga. Pilates.

  19. Namore o melhor amigo do seu ex. Ou só transe com ele.

  20. Troque a decoração do quarto. Ou da casa.

  21. Acampe no deserto.

  22. Passe um final de semana em Nova York - quando estiver dura.

  23. Compre uma bolsa que custe a metade do seu salário.

  24. Compre uma joia.

  25. Durma numa rede.

  26. Cochile ao sol.

  27. Corra uma maratona. Ok, 10km.

  28. Durma no banheiro da empresa.

  29. Tome um porre sozinha em casa.

  30. Faça terapia.

  31. Tome um banho de chuva sozinha.

  32. Namore um cara bem mais novo. E um bem mais velho.

  33. Trame uma vingança - mas só trame.

  34. Fofoque.

  35. Pague uma rodada de bebida na balada.

  36. Saia sem calcinha.

  37. Construa um castelo de areia.

  38. Passe uma semana num retiro - sem poder falar uma palavra.

  39. Ligue para o chefe e diga que está doente.

  40. Compre em 12 vezes sem juros.

  41. Encha a casa de flores - até o banheiro.

  42. Compre um vinho muito caro.

  43. Termine um namoro - ou casamento.

  44. Reviva um amor da adolescência.

  45. Empreste dinheiro a um amigo em apuros.


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Post mulherzinha

Não estou ganhando comissão para fazer propaganda mas achei esse kit Alto Verão da Impala super legal!



Ainda no mesmo assunto, tem aparecido no mercado alguns esmaltes foscos. Eu não gosto. Já passei duas vezes e das duas achei que ficou parecendo que eu tinha feito a unha e dormido por cima. Mas com essas questões de modismo é o tal negócio: nunca diga nunca. Vai que vira moda... Qual vocês preferem??



domingo, 14 de novembro de 2010

O que significa Google?

.

O que é eu sei que você sabe. Como usar, também. Mas o que significa a palavra "google"?


(Não vale procurar no google, ein! Rs)


Google é o nome do número 1 seguido de 100 zeros. Como dez é o nome do número 1 seguido de um zero e cem, do número 1 seguido de dois zeros.
Então, já sabem. Em vez de mandar mil beijos, que tal google beijos?


Nah, esquece. Vão achar que são beijos virtuais.

.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Entrevista do mês

.
E em nossa entrevista do mês, um ping pong com esta que vos fala. Que se ofereceu para responder a umas perguntinhas já que meus outros dois entrevistados do mês ainda não me entregaram suas respostas. Não que eu esteja cobrando nem nada. Imagina.
.



.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Em casa

.

Ontem de manhã acordei e pedi ao meu marido que me levasse ao hospital. Temia que minha suspeita fosse confirmada, mas não teve outra: conjuntivite. O médico me receitou um colírio, soro fisiológico e três dias de repouso em casa. Levando em consideração que essa foi a quarta coisa que eu tive seguida (antes: mal estar, indigestão, dor de garganta e gripe forte), talvez teria sido melhor se ele tivesse me receitado uma ida à benzedeira.

....................................................................



Então aqui estou, em casa no segundo de meus três dias de repouso. Meu olho já melhorou bastante. Provavelmente nem tanto pelo colírio que tenho que pingar de 4 em 4 horas, mas pelo meu estado de espírito. Vai ver que é esse o objetivo do atestado médico. Dar umas feriazinhas e deixar as pessoas felizes. Aí o sistema imunológico fica forte e elas melhoram que é uma beleza!



....................................................................
.
.
Fui usar pela primeira vez uma tesoura linda, com o cabo lilás, que ganhei ainda no meu chá de panela. Não estava usando antes porque meu marido já tinha uma tesoura boa em uso. Agora que ela sumiu, fui atrás da minha. O corte dela é ótimo, mas ainda não consegui tirar um cordãozinho de plástico que veio enrolado no cabo. Porque não tenho com o quê cortá-lo.
Talk about irony.






.....................................................................



.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Como conhecer o amor da sua vida em 10 passos

.
Sou casada então quando escrevo sobre relacionamentos, meus posts acabam falando mais para outras casadas como eu. Hoje resolvi escrever para as solteiras, sobre minha teoria de como qualquer mulher pode encontrar o amor da sua vida e ser feliz com ele para sempre. Vai em forma de passo-a-passo!




  • Primeira coisa: pare de procurar desesperadamente. O desespero fica evidente para qualquer pretendente em potencial. Mesmo que o cara estiver querendo um relacionamento, ele vai fugir das desesperadas. Isso, por quê? Porque o cara quer estar com uma mulher que se apaixone por ele, e não pelo relacionamento. O cara quer casar com uma mulher que queira casar com ele, e não com uma que apenas queira ser casada.

  • Melhore-se. Se você está solteira então provavelmente tem o tempo que estaria se dedicando a um relacionamento sobrando. Pois bem. Aproveite esse tempo para investir em você mesma. Faça ginástica, cursos de línguas, viagens, leia bastante... Procure coisas das quais realmente gostar. Dessa forma, você se desenvolve como pessoa e se torna mais interessante. Quando aquele cara legal cruzar seu caminho, ele vai perceber...

  • Aumente suas chances de conhecer alguém legal. Com isso quero dizer: FU-JA de barzinhos e boates, locais nos quais geralmente você não encontrará pessoas interessadas em relacionamentos - ou, de repente, pode até cruzar com algum, mas dificilmente terão tempo ou clima para conversarem e se conhecerem. Em vez desses locais, frequente cursos e aulas com temas interessantes. A frequência com que vai encontrar as mesmas pessoas deixa que você as conheça e vice-versa. Disso pode nascer um sentimento legal.

  • Descubra o prazer da própria companhia. Mesmo depois que estiver em um relacionamento, manter seus interesses próprios será fundamental. Ninguém quer viver com alguém grudado o tempo todo. Por isso, quer hora melhor para descobrir como é gostoso ficar sozinha e fazer as coisas sozinha do que agora? Pense no que gosta de fazer. Vá lá e faça sozinha, tudo do seu jeito. Que delícia!

  • Mantenha-se aberta. Procure não se fixar numa idéia de como o cara ideal será, como: deve ser moreno, 1,80m, olhos verdes, deve trabalhar com tal coisa etc. Se ficar fixada numa idéia, poderá deixar passar a oportunidade de conhecer algum outro cara que talvez não se encaixe na sua descrição do homem ideal mas que é interessante, legal, sexy, responsável...

  • Leia livros sobre relacionamentos. Por mais preconceito que as pessoas possam ter, acredito que esses livros tem algo sim a ensinar.

  • Mantenha-se sã. Não caia na besteira de achar que já está muito perto dos 25/30/40 anos (ou seja lá qual seja sua meta para conhecer seu príncipe). Olhe em volta e veja as pessoas com mais de 50 anos que conhece. Repare que a maioria é casada. Ou seja, se casamento fosse uma doença contagiosa, as chances de você contrair seriam altíssimas.

  • Pense positivo. Não só porque tudo o que você pensa é mandado para o universo e fica pairando, mas também porque pensamentos positivos levam a ações positivas. Se você acredita que pode dar certo, acaba agindo de maneira para que dê. E no fim, dá. = )

  • Melhore sua aparência. Sim, porque por mais que o que se busque num relacionamento a longo prazo seja beleza interior, seu cartão de visitas é sim seu rosto e seu corpo. Procure manter-se em boa forma, cuidar dos cabelos, da pele, usar maquiagem, perfume, roupas legais que tenham a ver com sua personalidade e veja o que acontece.

  • Tenha atitude. Uma vez que cruzar com alguém que desperte seu interesse, não fique parada esperando que tudo caia do céu. Vá e faça alguma coisa! Não sugiro ser agressiva, mas se aproximar de seu objeto de desejo e deixar que ele a conheça é fundamental.

Resumindo: em vez de ficar procurando por aquela pessoa interessante, torne-se você a pessoa interessante de quem os outros vão ficar atrás!


Boa sorte!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Adoro a Dorothy Parker

.
Vocês conhecem o trabalho de Dorothy Parker? Escritora americana, ficou conhecida por suas tiradas divertidas, sábias e sacrcásticas. Adoro as poesias dela. Eis algumas, para os falantes de inglês se deliciarem:



Unfortunate Coincidence

By the time you swear you're his,
Shivering and signing,
And he vows his passion is
Infinite, undying--
Lady, make a note of this:
One of you is lying.




Coda


There's little in taking or giving,
There's little in water or wine;
This living, this living, this living
Was never a project of mine.
Oh, hard is the struggle, and sparse is
The gain of the one at the top,
For art is a form of catharsis,
And love is a permanent flop,
And work is the province of cattle,
And rest's for a clam in a shell,
So I'm thinking of throwing the battle ---
Would you kindly direct me to hell?



Symptom Recital


I do not like my state of mind;
I'm bitter, querulous, unkind.
I hate my legs, I hate my hands,
I do not yearn for lovelier lands.
I dread the dawn's recurrent light;
I hate to go to bed at night.
I snoot at simple, earnest folk.
I cannot take the simplest joke.
I find no peace in paint or type.
My world is but a lot of tripe.
I'm disillusioned, empty-breasted.
For what I think, I'd be arrested.
I am not sick. I am not well.
My quondam dreams are shot to hell.
My soul is crushed, my spirit sore:
I do not like me any more.
I cavil, quarrel, grumble, grouse.
I ponder on the narrow house.
I shudder at the thought of men.
I'm due to fall in love again.


Experience


Some men break your heart in two,
Some men fawn and flatter,
Some men never look at you;
And that clears up the matter.



Theory


Into love, and out again,
Thus I went, and thus I go.
Spare your voice, and hold your pen ---
Well and bitterly I know
All the songs were ever sung,
All the words were ever said;
Could it be, when I was young,
Some one dropped me on my head?

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Como escrever bem


Quer escrever bem? Minha dica é: leia muito e escreva sempre. Separe num cantinho as idéias que vai usar na introdução, no desenvolvimento e na conclusão pra não se perder no meio do texto. E destaque suas idéias, e não sua capacidade de usar palavras difíceis.


Confie em mim se quiser. Mas é claro que sou uma reles mortal com pretensões de escritora. Por isso, é mais garantido seguir o que diz dois grandes entendedores do assunto sobre a estrutura de um texto.

Primeiro Aristóteles, que é ótimo. Adoro a linha de pensamento dele. A introdução", disse ele, é "o que não pede nada antes, mas exige algo depois. O desenvolvimento é o algo depois exigido pela introdução. A conclusão exige algo antes, mas não pede nada depois."

Já para Dad Squarisi, "ao escrever uma redação, pense nos três digas. Na introdução, diga o que você vai dizer. No desenvolvimento, diga que você disse que vai dizer. Na conclusão, diga o que você disse."


Que tal? Agora ficou fácil, não?

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Em trânsito


.

Já voei bastante de avião na vida, mas nunca deixo de achar graça daquelas velhas instruções: "em caso de despressurização, máscaras cairão sobre suas cabeças... em caso de pouso na água, adote uma das posições recomendadas..."


Primeiro: será que eles precisam mesmo continuar repetindo isso em todo vôo? Será que existe alguém que nunca escutou isso antes? E os coitados que saem fazendo escala? Não só tem que ficar mais não sei quanto tempo dentro do avião como também vão ouvir as benditas instruções de novo e de novo...


Outra: se dizem que hoje em dia os aviões estão entre os meios de transporte mais seguros, por que eles sempre presumem que alguma coisa vai dar terrivelmente errado? Sim, porque é a única explicação pra tanto terrorismo. Num restaurante, por exemplo. Ninguém ali acha que alguma coisa vai dar errada. Ou senão, assim que você se sentasse à mesa, em vez da carta de vinhos o garçom traria um cartão plastificado explicando: "Em caso de engasgo, adote uma das posições ilustradas. Em caso de envenenamento ou intoxicação alimentar..."


.....................................................................................................................................


E quem diria que voltar para a terra firme seria mais difícil que sair voando? Sim, porque eu já passei por vários pousos terríveis, mas nunca por uma decolagem duvidosa. Não estou reclamando, é claro. Os pousos terríveis são contornávies. Já uma decolagem mal sucedida...


....................................................................................................................................


Ouvido num vôo, provavelmente no qual a chefe de cabine já estava cansada de repetir o mesmo texto de sempre:

"Em caso de despressurização da cabine, máscaras de oxigênio cairão sobre suas cabeças. Caso esteja viajando com uma criança, ajuste primeiro a máscara em si e depois na criança. Caso esteja viajando com duas crianças, escolha a que você ama mais."