segunda-feira, 29 de outubro de 2012

 Um ano e 4 meses de Estados Unidos e mais uma vez, enfrentando um furacão. Isso não seria estranho caso estivéssemos morando nas áreas daqui onde esse fenômeno é relativamente comum. Mas não estamos. Antes do Sandy desse ano, e do Irene do ano passado, não passavam furacões pelo meio e norte da costa leste desde 1935. Isso é que é tirar a sorte grande... ao inverso.

-------------------------------------------------------------

 E se o Sandy for poderoso demais, pode ser que falte água e luz. A falta de luz seria por conta do vento, que pode derrubar os postes. Já a falta de água seria caso chovesse demais e inundasse as áreas de distribuição. Ou seja, a falta de água é causada pelo excesso... de água! Isn´t it ironic?

--------------------------------------------------------------

Essa vai ser a Becky, qnd crescer! Rs

Então, até as condições climáticas melhorarem, estamos aqui em casa aconchegados e aquecidos, nós três - marido, eu, e nossa cachorrinha Becky. Ah, sim. Eu finalmente ganhei uma cachorrinha! Quis ter cachorro minha vida inteira, então só precisei esperar 29 anos e 9 meses. Mas quem espera, sempre alcança. E a Becky é tão fofa, que valeu a pena a espera!

-----------------------------------------------------------

Desde que trouxemos a Becky pra casa, estou nas nuvens de tão feliz. Ela é a coisinha mais fofa do mundo! Até fazendo travessuras é engraçada. Várias pessoas se manifestaram dizendo um "que legal" sobre o fato de a termos comprado, o que eu acho uma reação natural. Afinal, quando a gente vê uma pessoa bem feliz por conta de alguma coisa, ficamos felizes por ela. Já umas outras poucas, vieram desfiar o rosário dos infelizes, dizendo que isso foi uma loucura já que cachorro dá muito trabalho, e gasto, e que isso, e que aquilo, e blablabla. É o tipo de comentário que eu não entendo. Afinal, se a pessoa não gosta de cachorro, então não tenha ela um. Eu gosto, então eu tenho. É simples assim. Ou que eu me lembre eu nunca entrei na casa de uma pessoa e fiquei reclamando do tanto de cristais nas cristaleiras, porque aquilo deve dar muito trabalho pra limpar. Ou fiquei incomodada com uma loira que pinta o cabelo de ruivo, porque deve ser muito gasto ficar retocando a raiz. Eu ein. Cada um no seu quadrado.

-----------------------------------------------------

 Mas, esse é o tipo de coisa que me entra por um ouvido e sai pelo outro. Afinal, como já dizem, a vida é curta demais para se ficar de picuinhas. E está aí mais um pensamento estranho. "A vida é curta demais pra se guardar rancor." ou "A vida é muito curta pra não se fazer as pazes." etc, etc. Ué, quer dizer que se a vida fosse bem comprida, aí tudo bem? A pessoa diria, "Isso, vamos guardar bastante racor! Afinal, a vida é bem longa! Vamos poder carregar esses sentimentos ruins por muito e muito tempo!" Aí é que não faria o menor sentido mesmo.

-------------------------------------------------------------

Aqui falou Simone Póvoa, diretamente do olho do furacão. (Bom, em algumas horas.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!