quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sobre a preguiça de viver

 Tem gente que tem uma mania tão grande de querer resumir e/ou simplificar tanto tudo, que mais parece que tem preguiça de viver. Simplificar algumas coisas, sim, mas ao extremo...

 Embrulhar o presente pra que, se a pessoa vai rasgar o papel pra abrir? Pintar o cabelo? Ih, mas vai ter que ficar retocando a raiz. Ter bicho de estimação? Mesmo gostando muito deles, vai dar muito trabalho, melhor não. E filhos, então? Nossa. É trabalho pro resto da vida. Melhor ainda: pra que casar, se relacionamentos dão trabalho? E arrumar um casamento então? Ficar escolhendo flores, vestido, bombons... Aliás, pra que se apaixonar, se vai dar um trabalhão tentar conquistar aquela pessoa.... Pra que tentar se vestir bem, se a moda muda a cada estação... Pra que sair pra ver as vitrines, se você não vai comprar tudo mesmo... Pra que organizar, se vai bagunçar tudo de novo? Pra que limpar, se intevitavelmente vai sujar? Pra que mudar de casa, se essa aqui já tem teto e chão? Tá ótima. Mexe com isso não.  E aliás, pra que mexer com essa coisa de reunir os amigos, se dá um trabalho ligar pra todo mundo... Fazer um jantarzinho em casa então? Ih, tô fora. Planejar, fazer as compras, cozinhar... Que trabalheira. E trabalhar, então? Putz, isso sim é que dá trabalho... Ter que se arrumar todo dia... Ir ao local de trabalho... Fazer aquele monte de coisa... Depois voltar... E no outro dia, tudo de novo... Nossa. Melhor ficar em casa. Mas não vamos usar o tempo livre não com atividade alguma não, que dá muito trabalho. Fazer uma faculdade, tá maluco? Vou ter que dar conta de quantas matérias até ficar livre? Esquece. Aprender a tocar um instrumento, o quê? Sendo que eu vou ter que aprender a ler partitura antes? Nem pensar. Planejar uma viagem? Pra quê? Pra ter que fazer mala, pensar em tudo, ver hotel, voo, traçar um roteiro? Ih, já cansei. Aprender uma língua nova? Está doido? Com aquele monte de palavras pra aprender? Quantas palavras mais ou menos tem no vocabulário de uma língua? Ih, deixa pra lá. Ler um livro, ficou louco? Com aquele monte de páginas? Deus que me livre. Fazer um bolo? Aff. Melhor comprar pronto. Sair pra comprar? Nossa, mas aí ter que pegar o carro, enfrentar o trânsito... Esquece o bolo. Vamos ver televisão. Ah, mas vou tentar não acompanhar essa nova novela não, porque aí depois dá um trabalho ter que ficar assistindo esse troço que não acaba nunca... E ver um filme... Mas aí vou ter que escolher qual... Nossa, que trabalhão. Melhor então olhar pra cima então, né? Não, pra cima não, que mexer a cabeça dá muito trabalho.

Tem gente que fica tentando tanto evitar "ter trabalho", que eu não sei o que pensa que a vida é.

3 comentários:

  1. Acho que esses já estao mais mortos que vivos...
    O pior é que ouvi um discurso desses esses dias, sobre relacionamentos e filhos. "Ah, nao me interessa ter filho, é trabalho demais. Credo."
    "Ah, nao me interessa sair da casa do meu pai e ir morar sozinho... trabalho demais. Estou comodo assim". Pese que isso foi dito por uma pessoa com 37 anos.
    Dá pra entender? :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Esses já estão mais mortos do que vivos". Kkkkkk. Mas pior que é mesmo!! Realmente. Não entendo a pessoa que não quer ter trabalho nenhum. Pra fazer o quê, exatamente com todo o tempo livre que sobrar? Ficar olhando pro vazio? Tem que ser, porque olhar pra cima já vai dar trabalho! Kkkkk

      Excluir

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!