quarta-feira, 27 de março de 2013

 Fiz minha primeira aula de pilates hoje. Resultado: todos os músculos do meu corpo agora doem. O que é curioso, já que durante a aula achei que meu problema era com as articulações. Mas não. Pelo jeito meus músculos estavam precisando acordar também. Não que eu esteja reclamando. Na verdade, essa dor toda me deixa bastante satisfeita. Sim. Pelo menos ela é espalhada, generalizada, o que no fim das contas, corta, corta, acaba sendo melhor.  Não foi como depois da aula de zumba, que fiquei com a maior dor de cabeça. Nem como depois da de Power Yoga, que me deixou entrevada por uma semana.
 Eu sei o que você está pensando. Eu devia era voltar pra hidroginástica.
 
-------------------------------------------------------
 
 Na hidro era legal porque compartilhávamos algumas opiniões. Tirando quando se tratava das músicas que a profesora colocava. Aconteceu algumas vezes: ela colocava uma música que eu adorava mas aí o pessoal de 70+ reclamava que aquilo era música de velho. E eu lá, cantando a plenos pulmões: "And more, much more than this, I did it my waaaaaaay..."

---------------------------------------------------------


E enquanto eu suava correndo na esteira, passei alguns minutos indignada, pensando que devia ter um jeito mais fácil de ficar em forma. Depois lembrei que na verdade, a gente tem que fazer isso porque encontramos um jeito mais fácil de fazer todas as outras coisas.

---------------------------------------------------------

 E na televisão agora pouco tinha uma mulher dizendo que como preparação cristã para a Páscoa ela cortou doces, pães, batata e carboidratos em geral. Acho que ela está confundindo Quaresma com a dieta de South Beach.

--------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!