segunda-feira, 8 de abril de 2013

Da dor alheia

 Às vezes a gente olha pra vida de uma pessoa e pensa: "nossa, não sei do que ela reclama tanto". Não gosto de reclamações (nem de ouvir e menos ainda de fazer), mas sei que às vezes são legítimas. E penso que talvez se passássemos um dia na pele da tal pessoa que não sabemos por que reclama tanto, passaríamos a dizer "nossa, não sei como ela não reclama mais".
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!