segunda-feira, 21 de abril de 2014

Eu nasci nela, e dela acabei pegando alguns trejeitos. Por isso gosto das coisas organizadas, separadas, divididas, catalogadas, mas com alguma margem para a criatividade. Gosto das regras bem definidas para poder quebrar algumas. Gosto de uma base de simplicidade para poder glamourizar em cima. Gosto do igual, não me canso com o repetitivo ao mesmo tempo que acolho a diversidade dentro de mim. Gosto da rotina, do tudo igual, justamente porque é quando as coisas são assim que o excepcional nos surpreende ainda mais. Gosto da tranquilidade das linhas retas, do traçado familiar, dos prédios característicos e do céu, ah o céu, que eu nunca vi em mais lugar nenhum. Principalmente gosto da paz de chegar nela, da familiariedade que é estar lá. Foi lá que cheguei no mundo, foi lá que aprendi a vida, foi lá que passei por mil e uma coisas e é para lá que eu sempre vou amar voltar, quantas vezes forem necessárias para satisfazer essa coisa no meu peito que quer que eu esteja lá. Porque pra mim, sair do aeroporto e começar a cruzar a cidade pelo eixão sul, descobrindo pela milionésima vez aqueles prédios tão familiares, e vendo os carros, as pistas, as tesourinhas, as placas, o céu, o ar... não tem paz maior. Ai que saudade da minha cidade.
 
A vista que tive por 22 anos.
 

4 comentários:

  1. É muito bom ter a certeza de que o caminho que leva é o mesmo que trás e que podemos ir e voltar todas as vezes que possível e a saudade bater.Essa é a sua terra e o local onde somam as pessoas que lhe amam- a primeira da lista: EU!!!

    ResponderExcluir
  2. Linda vista. Brasília é mesmo incrível!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brasília é tudo de bom!!! Saudades...! = )

      Excluir

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!