quinta-feira, 31 de julho de 2014

A mente inquieta

 Aqui no condomínio onde eu moro tem o tal do "velho doido". É um senhor que não para de falar um só segundo. Quando ele passa por alguém, ele cumprimenta a pessoa e até conversa normalmente. Mas aí a pessoa passa e ele continua falando sozinho, sem parar.
 
 Uma vez, na área da piscina,  ele pegou uma espreguiçadeira perto da que eu estava. Então eu fiquei escutando o que ele tanto falava. Era uma mistura interminável de coisas meio sem sentido como: será que eu desliguei a torradeira? Eu desliguei a torradeira. O jogo ontem não foi bom. Os Yankees deviam ter ganhado. Eles ganharam o campeonato ano passado. O Lakers nunca ganhou. Eu tenho um boné do Lakers. Onde está meu boné do Lakers? Acho que está no fundo do armário. Etc etc etc...
 
 Por um tempo eu fiquei ali, escutando. Mas só que ele falava e falava e falava e falava tanto que chegou num ponto que começou a me incomodar bastante. Então eu levantei e fui sentar em outro lugar. 
 
 Aaah... Silêncio... Paz.
 
 Fiquei ali então, olhando o senhor de longe e pensando: gente, como será que ele aguenta ficar assim, falando o tempo todo, e essas coisas que não tem a menor importância, num loop infinito de pensamentos...? E então percebi - eu estava fazendo a mesma coisa, só que de boca fechada. Na verdade, quase todo mundo faz isso, o tempo todo.
 
 Na meditação a gente aprende a focar a mente e se concentrar de verdade nas coisas. O budismo nos ensina a viver somente o momento presente, que significa: se estiver comendo um pão, apenas coma o pão. Pois se estiver comendo o pão mas sua mente estiver em seus problemas, estará comendo seus problemas. Da mesma forma que se estiver passeando num lugar lindo mas sua mente estiver num episódio ruim do passado, então é por lá que estará na verdade passeando.
 
 É incrível como a gente sempre pode aprender algo com as pessoas. Pra mim, observar aquele senhor foi a oportunidade de aprender uma grande lição, que eu já havia escutado e concordado, mas nunca havia de fato me dado conta da importância: quanto mais calma e focada minha mente estiver, mais clareza, mais tranquilidade e mais paz para minha vida. Um pensamento só por vez. Uma coisa só por vez. E onde quer que você estiver, esteja lá - e em mais lugar nenhum. E inspire. E respire. Aaaaah...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!