segunda-feira, 28 de julho de 2014

Como se preparar para ter um cachorro

 Tenho lido livros, blogs e conversado com quem tem experiência sobre o que preciso saber / comprar /preparar antes de ter um bebê. Enquanto tento assimilar tanta informação nova, fico pensando que nada como a experiência para se aprender as coisas. Por isso, resolvi escrever esse post sobre algo que já sei e posso ensinar: cachorros! Semana que vem minha Becky vai fazer 2 anos já, e fico pensando no tanto de coisas que não sabia no começo, que poderiam ter me ajudado caso alguém tivesse me dito. Então, vamos lá:
 
Levando a Becky pra casa, no 1o dia!


.

Orgulhosos, no dia da "formatura" do curso de educação para filhotes!



















.
.
Como se preparar para ter um cachorro


 
  • Antes de tudo, decida qual cachorro você vai ter. Comece pelo tamanho: grande, médio, pequeno ou mini? Essa escolha deve ser feita pensando não só na sua personalidade e gosto mas também nas condições que o cachorro terá. O óbvio: cachorros grandes precisam de mais espaço. Por outro lado, costumam ser mais obedientes e relativamente fáceis de treinar.
 
  • Depois de decidir o tamanho, pesquise o comportamento das raças. Tem raças que gostam de ficar no colo, tem outras que dormem o dia inteiro, tem outras que são muito ativas, tem raças que vão bem com crianças, outras que são ciumentas... Pense no seu estilo de vida e escolha uma raça que vá se adaptar bem a sua rotina e família.
 
  • Agora pense em como irá adquirir este cachorro. Vai ganhar de algum amigo que está com alguns filhotes? Vai comprar? Procure saber um pouco sobre o local de onde virá este cachorro. Isso pode influenciar tanto no temperamento do cachorro quanto na saúde dele.
 
  • Adotar também pode ser uma opção. A vantagem é que certos cachorros já vem pra você treinados. A desvantagem é que você não vai criá-lo desde filhote, então não terá tanta influência assim no temperamento dele.
 
Passeando com ela no Central Park.
  • Antes do cachorro chegar à sua casa (e aqui vou considerar que será um filhote), você precisa ter:
    • A ração que irá oferecer como alimento;
    • Comidinhas amolecidas próprias para filhote (para os primeiros dias, até ele se acostumar com a ração que você escolheu);
    • Um pacote de biscoitinhos ou outros treats para conseguir treiná-lo;
    • Uma coleira em tamanho apropriado;
    • Uma caminha pra ele;
    • Uma gaiola grande o suficiente para que ele consiga ficar em pé dentro dela e se virar depois que chegar ao tamanho final;
    • Uma bolsa para transportá-lo dentro do carro;
    • Uma vasilha pequena para água;
    • Uma vasilha pequena para comida;
    • Alguns brinquedos feitos para cachorro (brinquedos de criança podem não ser seguros, e não costumam durar muito com o estilo de brincadeira do cachorro);
    • Ossinhos em tamanho apropriado pra ele morder (e assim poupar seus móveis e sapatos)
    • Um local para ele "ir ao banheiro" até você treiná-lo para fazer fora de casa;
    • Saquinhos para você recolher os "presentinhos" que ele deixar na grama, quando passar a ir ao banheiro fora de casa;
    • Uma escova para penteá-lo;
    • Um spray de limpeza para os "acidentes" que certamente irão acontecer;
    • Um spray para encoraja-lo a ir ao banheiro no local certo;
    • Um spray de gosto amargo para desencorajá-lo a morder o que não for para ele morder
    • Produtos de higiene e manutenção específicos para cachorro (shampoo, toalha, aparador de pelos, cortador de unhas, lixa, líquido e algodão para limpar as orelhas, escova e pasta de dentes), caso você decida fazer você mesmo o ritual de "beleza" que consiste em: dar o banho, aparar o pelo, escovar os dentes, cortar e lixar as unhas, limpar os olhos e as orelhas;
    • roupinhas, caso o clima esteja frio;
 
  • Antes de buscar o cachorro, prepare sua casa. Tente ver o que poderá despertar a atenção do filhote nos primeiros dias (praticamente tudo que ele ver pela frente) e tire do alcance o que oferecer perigo como fios de eletrônicos, etc.
 
  • Preste atenção às lixeiras e prefira ter daqui pra frente as de tampa pesada ou as bem altas, já que todo cachorro adora checar o que tem lá dentro - principalmente se você jogar comida fora;
 
  • Defina onde será o "cantinho" do seu cachorro e coloque lá a caminha dele, e ao lado um tapetinho com a vasilha para água (ao lado você coloca a de comida, nos horários certos).
 
  • Quando chegar com ele em casa pela primeira vez, leve-o direto ao cantinho que preparou, para que ele saiba que ali será o espaço dele.
 
  • Procure mantê-lo na coleira e perto de você no começo, para evitar acidentes de todo tipo. Se ele começar a reclamar muito, leve-o ao local que determinou como banheiro, e espirre o spray para encorajá-lo a se aliviar ali.
 
  • Procure um veterinário e leve-o para um check-up completo e para começar a tomar as vacinas.
 
  • É comum filhotes terem alguns vermes ou outras doencinhas (a minha teve giárdia duas ou três vezes, e infecção nos olhos e ouvidos). Caso ele encontre algo errado, irá passar os remédios e a rotina de cuidados, que você deve seguir à risca.
 
  • Não saia para passear com seu cachorro enquanto ele ainda for muito pequeno e não tiver tomado as primeiras vacinas ainda;
 
  • Crie uma rotina para seu cachorro. É importante que ele tenha horários certos para comer e passear - isso facilita o seu dia-a-dia e também faz com que ele aprenda mais rápido a fazer suas necessidades na rua;
 
  • Quando for sair, saia sempre com a coleira! Tome cuidado quando ele for "cumprimentar" outros cachorros. Não se aproxime se o outro cachorro parecer bravo ou doente.
 
  • Mas dê um jeito de seu filhote se socializar. É importante que o cachorro tenha contato com outros cachorros e outras pessoas fora as que moram com ele, para que se torne sociável;
 
  • Fazer matrícula numa aula de treinamento pode ser muito bom tanto para o dono quanto para o cachorro. Nós matriculamos a nossa num treinamento de filhotes e foi lá que ela aprendeu a sentar, dar a patinha, deitar, esperar (bom... esse comando ainda estamos trabalhando, risos) e também a caminhar ao nosso lado nos passeios.
 
  • Na época em que o cachorro estiver trocando a dentição, congele pedaços de cenoura e ofereça a ele. Morder os pedaços congelados vão ajudá-lo com a dor e coceira, e acalmá-lo também;
 
  • Reflita se irá optar por castrá-lo e em caso positivo, encontre um hospital veterinário que você confie para realizar o procedimento;
 
  • Lembre-se que ter um cachorro é ter mais uma responsabilidade em sua vida. O bichinho precisará de cuidados, carinho e atenção. A não ser que tenha um quintal grande, você precisará levá-lo para passear regularmente, todos os dias. Precisará levá-lo também ao veterinário e ao pet shop, caso decida terceirizar a "sessão de beleza";
 
 Acho que basicamente é isso aí! Ter um cachorro é TUDO DE BOM e eu recomendo muito!!! Se dá trabalho? Claro que dá. Mas as melhores coisas na vida costumam ser assim. A alegria de ter um bichinho em casa te fazendo companhia e as coisas hilárias que eles aprontam compensam - e muito - o trabalho e os gastos. Pelo menos na opinião de quem é apaixonada por esses bichinhos fofos. Eu sempre gostei de cachorros mas nunca imaginava que ia amar tanto ter minha própria cachorrinha! Todo dia ela me dá muita alegria - e acho que dou a ela também! Somos um bom time! :-)

Um comentário:

  1. Oi Simone, fazia um tempo que eu não lia o seu blog e fiz bem em dar um "pulinho" aqui. O seu post me deu ótimas dicas de como cuidar melhor da Moon (minha cachorrinha). Obrigada :) Ahh e a Becky é lindinha! beijos
    Mariana

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!