segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Conversinha

 
 
 Essa coisa de contar casos parece ser uma arte que caiu em desuso, né? Algo que ficou no passado, como o cachimbo ou as cenas de mulheres rolando escada abaixo nas novelas... Enfim. Mas se você é dos meus e adooooora um caso, aqui vai um meu:
 
 Esse é um testemunho de que anjo da guarda existe mesmo.
 
Foi uma vez, voltando de Goiânia pra Brasília de carro com o Marcelo. A gente sempre parava no Jerivá, e aquela vez não foi diferente. O que foi diferente foi que eu resolvi pedir um suco de laranja aquele dia. Foi engraçado isso porque foi uma vontade que veio do nada, num horário que eu nem considero um horário "de suco de laranja", haha... Mas enfim, eu fui lá, pedi no balcão, e aí o cara vai lá dentro, volta e diz:
- Olha, estão limpando a máquina de suco. Vai demorar 7 minutos.
 Achei aquilo meio engraçado, porque ninguém nunca diz "7 minutos". Sempre 5, ou 10, ou "um pouco", sei lá. E por um momento me deu vontade de desistir do suco, mas por algum motivo eu só disse:
- Tá, eu espero.
E aí ficamos lá fazendo uma hora até o suco sair... E seguimos viagem.
 Não dirigimos muito e de repente passamos pelo maior acidente na estrada! Uns 7 ou 8 carros envolvidos, todos batidos e no meio da pista... Uma cena horrível! Aí o nosso carro passa e o Marcelo diz:
- E parece que acabou de acontecer... Talvez se a gente tivesse passado aqui há uns 7 minutos, teríamos batido também.
E é aí que eu arrepiei inteira, já que ele não estava perto de mim quando eu pedi o suco então não ouviu o cara dizendo "daqui 7 minutos, blabla". Pra mim soou como o anjo da guarda dizendo: "olha do que acabei de te livrar..."
 
 Ui! Ainda arrepio, só de lembrar!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!