quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

 De que adianta SABER uma coisa se estamos SENTINDO outra? Muito mais real do que o que se tem informação é o que se experimenta, de fato.

De que adianta saber? Pra diminuir o desespero, talvez?

Venho acomodando-me, sem fazer muitas perguntas, no hiato que existe entre o racionalizar e o sentir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!