sábado, 6 de junho de 2015

Sim, mas o que eu aprendi com isso tudo?

 Várias coisas. Mas a maior foi: cada um tem que trilhar seu caminho, e não adianta um querer ajudar o outro no sentido de "salvá-lo" de qualquer coisa, porque a verdade é que pra salvar alguém, só Deus mesmo. ("Só Jesus salva" - os clichês tem sempre um porquê.)

 Acho que é isso. Estamos todos no mesmo barco, e devemos nos ajudar acho que no sentido de dar talvez um suporte, um apoio, uma palavra amiga e muito, muitíssimo de leve alguma sugestão caso nos seja pedido, mas olhe lá!! Porque querer mostar o caminho pra alguém deve ser o modo mais rápido de criar confusão e acabar com um relacionamento. Até porque, a gente também está perdido. O caminho que estamos encontrando (se estivermos bem e em paz) é o que estará servindo para a gente, e ninguém garante nem que é o certo e nem que vai servir para o outro.

 De hoje em diante, lavo as minhas mãos...

Um comentário:

Deixe sua opinião ou simplesmente um "alô"!